Luso Football

Blog dedicado às Camadas Jovens/Futebol de Formação do Sporting Clube de Portugal.

terça-feira, janeiro 15, 2008

Entrevista com Pedro Celestino



Nome completo:
Pedro Celestino Silva Soares.

Idade:
21 anos (02/01/1987).

Altura e peso:
1,77 e 73 Kgs.

Pé dominante:
Direito.

Posição no terreno:
Médio centro.

Jogador favorito:
Steven Gerrard

Chegaste ao Sporting vindo do Amora Futebol Clube. Conta um pouco como se processou a tua entrada em Alcochete?
Eu era Juvenil no Amora, mas já fazia parte do plantel sénior do Amora porque estava integrado desde a pré-época e durante essa fase em que o treinador que era o Rui Dias fomos fazer um jogo treino à Academia contra o "Sporting B". Eu fui, eu joguei nesse jogo, entrei na 2ª parte. Eles viram, gostaram, perceberam que eu com aquela idade já estava nos seniores e foram falar comigo e com o Amora para poder ir fazer testes à Academia. Fui lá, passei lá uma semana em Alcochete e assinei logo pelo Sporting e passado essa semana já estava lá a fazer a pré-época com a equipa de Juvenis A.

Como é que foste recebido pelo plantel?
Receberam-me muito bem, havia alguns jogadores que eu já conhecia, e o resto, a malta do Sporting tem a tradição de receber muito bem os novos.

Neste momento já és um jogador com maior experiência do que tinhas naquela altura. Em retrospectiva, qual achas que foi a maior dificuldade que tiveste naquela altura da tua inserção no Sporting?
Foi a adaptação, foi um enorme passo jogar no Amora e depois jogar num clube grande, é algo que nos faz pensar: "que grande salto que eu dei", mas fiquei feliz pois fui para um sitio onde existem todas as condições para se aprender a ser jogador e para além disso, aprender a ser um homem. Eles lá insistem muito nisso e eu sabia que para poder ser alguém, todos os dias teria que trabalhar no máximo. Diria que o que facilita e ajudou mais foi o facto de os treinadores, os dirigentes e jogadores falarem muito contigo e te acolherem bem. Eu não tive grandes problemas no sentido em que não era residente da Academia e portanto ficava perto da minha família, mas penso que para os miúdos que vêm de longe as coisas são mais difíceis, mas eles lá na Academia tornam-se a nossa família. Haviam colegas que passavam mal à noite, pois sentiam muitas saudades uns dos outros, mas era aí que o grupo era importante também fora do relvado porque se ajudavam e apoiavam uns aos outros, especialmente os mais novos.

Como foi ires para um clube não só de dimensão superior ao Amora, mas também teres que lidar com um plantel de qualidade onde a competitivade é maior para conseguires conquistar o teu espaço?
Quando se chega àquele nível, os jogadores já têm muita qualidade e não nos podemos agarrar a falsidades de que já somos jogadores feitos, temos que trabalhar todos os dias e ter os pés bem assentes na terra porque nem todos vão poder chegar lá acima e temos todos que ter isso em mente. Com uma pontinha de sorte, com uma oportunidade talvez seja possível lá chegar, mas para a maioria será muito difícil e é por isso mesmo que têm que ter os pés bem assentes na terra e pensar que a vida não é só futebol e eles lá ajudam-te muito nisso, ajudam-te muito na escola porque a gente não sabe o dia de amanhã e por essa razão a gente tem que se dedicar também aos estudos.

O Lança (Marco Lança) referiu que isto é como um "sistema de pirâmide", começam muitos, depois ocorre uma triagem cada vez mais exigente até que só conseguem sobreviver os melhores ou mais ambiciosos. Pensas que é uma boa metáfora?
Sem dúvida, porque o Sporting é uma equipa de topo e todos nós temos que lutar para conquistar algo, todos trabalhamos para o mesmo, mas pelas mais variadas razões, nem todos podem lá chegar.

Qual foi a sensação quando descobriste que vinhas para o Sporting?
Foi um sentimento muito especial, porque sempre soube que o Sporting era a maior escola de Portugal e qualquer jogador ambiciona jogar nos melhores. Quando soube que finalmente ia para o Sporting, fiquei muito feliz porque acima de tudo era um prémio, era um sinal de reconhecimento para com todo o trabalho que tinha vindo a desenvolver e que as pessoas que sabiam o que faziam tinham decidido apostar em mim. Foi um sonho que se realizou.

Tu foste campeão 3 vezes em 3 anos pelo Sporting. Campeão de Juvenis A em 03/04 e Bi-Campeão de Juniores nos 2 anos seguintes. Houve um dos 3 que te tenha dado um gosto especial?
Todos eles foram muito especiais, mas o 1º é sempre diferente, eu vinha de uma equipa que estava sempre a lutar por não descer de divisão e depois vou para o Sporting onde se luta para ser campeão, é sempre uma realidade diferente e os níveis de exigência são diferentes. O 1º ano foi o que mais me marcou, por perceber que estava agora inserido num clube com uma cultura e ambição diferente.

Tu todos os anos que estiveste no Sporting foste sempre campeão, portanto subitamente viste-te inserido num clube com uma maior dinâmica de vitória que tu gradualmente foste assimilando, mas depois quando fizeste a transição para sénior foste jogar para clubes com ambições menores. Sentiste dificuldade nessa mudança?
Não, porque eu já sabia qual era a realidade do futebol sénior, até porque já tinha jogado com os seniores no Amora 3 anos antes, eu sabia para onde vinha e conhecia bem as dificuldades. Apesar de nos 3 anos anteriores ter sido sempre campeão, sabia que me preparava para começar uma nova etapa na minha carreira, estava plenamente consciente disso.


Nesses 3 títulos nacionais que conquistaste pelo Sporting, fala um pouco sobre eles.
O 1º teve aquele gosto especial de que falei pois não estava habituado, o Sporting já não era campeão de Juvenis já desde 1999 e nós chegámos lá e conquistámos o titulo, não queria dizer que foi fácil ou um "passeio", mas foi com alguma vantagem (5 vitórias na fase final), mas o 2º titulo também foi muito bonito, foi quando a equipa reconquistou o campeonato de juniores com o Paulo Bento ao fim de 9 anos sem conseguir ser campeão nesse escalão. Com o Paulo Bento foi essa outra vitória, a gente sabia que tínhamos uma "Super equipa" em 04/05 com jogadores como o Miguel Veloso, Nani, João Moutinho. Com o Benfica (última jornada) lembro-me que faltavam 10 minutos para acabar o jogo e estava empatado, a gente queria ganhar, sabendo que um empate servia ao Benfica, mas a gente deu a volta ao jogo e venceu 4 a 1, acho que o que fez a diferença foi o acreditar, a união da equipa.

E com o Luís Martins nos Juniores?
Com o Luís Martins eu acho que dos 3 campeonatos conquistados esse foi o mais fácil, teoricamente o mais fácil, porque acabámos por ser campeões com 5 ou 6 pontos de vantagem (14 de 18 pontos na fase final) sobre o segundo classificado, e na 1ª fase ficámos 18 pontos à frente do Benfica, por isso foi um ano... não digo de "passeio", mas foi um ano mais facilitado.

Quando chegou a altura de passar para o futebol sénior, porque escolheste o Olivais e Moscavide?
Escolhi o Olivais porque era uma equipa que tinha subido à 2ª liga e também porque já conhecia o treinador porque foi ele quem me lançou no Amora, o Rui Dias. Para além disso, é uma equipa que está aqui em Lisboa e como eu moro aqui perto senti que havia ali condições para eu poder continuar a desenvolver e evoluir o meu futebol. Não me consegui impor tanto quanto gostaria, mas no inicio é sempre complicado porque um jovem jogador quer é jogar e nem sempre é fácil conquistar o nosso espaço, mas gradualmente fui demonstrando o meu valor. Mesmo assim, consegui jogar 20 jogos, mas tive o azar de sofrer uma lesão que me prejudicou bastante. Em termos de resultados, não terá sido tão positivo como teria desejado, mas foi uma época proveitosa que me ajudou a crescer como pessoa e como jogador. É um clube complicado porque tinha acabado de chegar de uma liga inferior, mas ajudou-me muito. Eu já conhecia alguma coisa do Olivais, e os jogadores mais velhos ajudaram-me imenso, a mim e aos meus colegas ex-Sporting.

Até porque tu chegaste lá e as condições são completamente diferentes daquilo a que estavas habituado em Alcochete... Pensas que essas condições menos "luxuosas" também terão sido importantes porque te obrigaram a funcionar num ambiente mais difícil e que requeria ainda maior dose de humildade?
Sim, tudo isso é importante, porque nós chegamos à Academia e temos tudo o que precisamos, temos 5 a 6 campos para treinar, enquanto no Olivais temos 1 campo e no balneário faz frio (risos), mas como eu já tinha estado no Amora eu já sabia como era trabalhar num clube desta dimensão, e isto ensina aos jovens que acima de tudo devem dar valor a aquilo que têm.

O Rui Dias foi o teu treinador no Amora e de certa forma foi ele o responsável por teres ido parar ao Sporting porque apostou em ti numa altura em que tinhas 15 anos e mais tarde foi ele que te abriu as portas para o futebol profissional no Olivais e Moscavide. Sendo ele o treinador mais jovem das ligas profissionais, o que é que pensas dele, a forma como ele te marcou e o que pensas que o torna especial?
O que o torna especial é a sua vontade de querer vencer, é um treinador jovem, mas com muita ambição e eu espero e sei que ele eventualmente vai vencer porque tem muita qualidade e muito talento para dar.

Porque é que escolheste o Estoril para prosseguir a tua carreira?
Eu tinha clubes interessados, tais como o Portimonense, o Fátima e o Penafiel, mas eu escolhi o Estoril porque o Sporting achou que era um bom clube para poder continuar a minha evolução e eu concordei, até porque estamos a falar de um clube com algum histórico e fica situado em Lisboa o que não só facilita a minha vida porque estou perto de casa, mas também porque assim estou mais perto do Sporting e posso ser observado com maior regularidade.

Esta época está a correr-te de forma mais favorável, é simplesmente porque não tens tido lesões, ou isso também se deve ao facto de já vires com uma maior experiência do Olivais e Moscavide?
Penso que essencialmente deve-se ao facto de esta época ainda não ter tido uma lesão e de devido a isso e ao meu trabalho estou a conseguir jogar com regularidade. Também se deve ao facto de a experiência que ganhei na época anterior deu-me uma maior confiança em mim próprio, até porque agora já conheço melhor a realidade da 2ª liga do que o ano passado.

A crítica considera-te a revelação da Liga Vitalis. Como lidas com isso?
Fico extremamente feliz porque é sinal que todo o meu empenho na minha profissão está a ser reconhecido, mas penso que as minhas exibições mais positivas também se devem ao facto de a equipa estar a jogar bem e a fazer um bom campeonato e isso ajuda os jogadores a revelarem-se mais. Quando estes elogios começam a aparecer, isso por vezes pode distrair um jovem e nem todos conseguem lidar bem com as críticas positivas e quando começam a ser mais mediáticos... mas eu tenho os pés bem assentes na terra, até porque os jogadores que querem chegar ao mais alto nível têm que estar dispostos e preparados para lidar com essas pressões e críticas e eu trabalho todos os dias para poder ser ainda mais reconhecido e mais elogiado.

Por que razão vieste agora para o Estrela? Não seria melhor terminar a época no Estoril?
Eu acho que é a equipa certa para mim neste momento. Sei que as pessoas no Estoril gostavam que pudesse ficar até ao final da época, mas o Estrela é um clube que apesar de lutar para não descer, já é um clube com uma projecção maior e penso que me oferece tudo para poder continuar a minha evolução. A transição será complicada, mas eu acredito nesta opção que tomei, sei que vai ser uma nova experiência, mas acredito que vou ter sucesso nesta nova fase da minha carreira.

No Sporting na formação vocês jogam principalmente num 4-3-3 com o um triângulo ofensivo no meio campo, com um médio de contenção e 2 médios interiores, mas tu nestas duas últimas épocas jogaste em sistemas diferentes.
A minha posição natural é a de médio de transição. Eu nos Juvenis A com o Luís Martins jogava como médio interior direito, mas na época seguinte com o Paulo Bento eu joguei mais como médio defensivo, mas no último ano de júnior (Luís Martins) regressei à minha posição de médio interior direito. No Olivais e Moscavide a gente jogava em 4-3-3 mas com duplo pivot defensivo e eu nesse sistema jogava como médio defensivo, mas o meu colega de sector tinha maiores responsabilidades de recuperação de bolas enquanto eu ficava encarregue de organizar o jogo a partir dessa posição. No Estoril a equipa joga em 4-4-2 losango e eu nesse sistema jogava como médio interior direito.

Isso em teoria até poderá facilitar a tua inserção no Sporting?
Sim, porque a táctica do Estoril é a mesma que o Sporting tem vindo a utilizar, o 4-4-2 losango.

Como te defines a ti próprio como jogador?
Eu diria que o meu aspecto mais forte é a longa distância, os meus remates. Gosto de apostar nos remates de longe e até agora tem dado frutos e penso que é o meu traço mais marcante como jogador.

Em que aspectos pensas que evoluíste mais desde que saíste do Sporting?
Tacticamente cresci bastante, fui forçado a evoluir nesse aspecto. Em termos de competitividade também, porque estou a jogar contra jogadores que fisicamente são mais fortes que aqueles que defrontava nos juniores e isso obriga-nos a crescer e a suportar mais.

Sentes que em termos de responsabilidades defensivas estás melhor? Os teus colegas dizem que o Sporting é uma equipa de topo e os adversários é que têm que defender porque vocês jogavam em ataque continuado o que permitia um certo conforto e sossego aos jogadores no capítulo defensivo porque não eram tão pressionados, mas que agora que jogam em equipas mais fracas e com outras ambições, as despesas defensivas são maiores e sentem maior pressão nesse aspecto pois estão constantemente a ser testados na transição ataque-defesa?
Sim, em termos defensivos sinto que tenho evoluído muito mais, porque no Sporting os jogadores de características ofensivas não estão habituados a ter que se preocupar muito com esse aspecto, enquanto no Estoril muitas vezes temos que fazer jogo de contenção, tens que defender mais, obviamente que isso também depende do nosso adversário, o Mister Tulipa tenta jogar o jogo pelo jogo, mas defensivamente é um mundo diferente daquilo a que estava habituado no Sporting.

Acreditas que vais chegar ao Sporting?
É para atingir esse objectivo que eu trabalho todos os dias, trabalho com muito afinco para poder lá chegar.

Qual é a tua opinião sobre a politica de aposta em jovens jogadores que o Sporting tem mantido ao longo dos anos?
É muito boa, o Sporting a nível da Europa é dos clubes que mais aposta em formação, isso acho que é de louvar.

Pedro, de que forma é tratada a componente física? Recebes instruções específicas do Sporting relativamente a que cuidados deves ter com o teu corpo a nível de ginásio ou alimentação, ou o Estoril é o único que te orienta nesse sentido?
Eu sigo o plano que o Estoril me dá, mas como lá estive na Academia, sei quais são os parâmetros de treino em termos de cuidados físicos. Faço o que o Estoril me diz, mas também um pouco daquilo que fazia no Sporting.

És contactado pela SAD e pelos observadores?
Sim, eles acompanham regularmente os jogadores que estão emprestados e enviam sempre alguém da prospecção para falar com a gente e para saberem como nos estão a correr as coisas, se a experiência está a ser boa.

Como surgiu a hipótese de ires para o Estrela da Amadora? Foi o Estrela que te contactou ou foi o Sporting que avançou com essa possibilidade?
Foi o Estrela que veio ter comigo e me perguntou quais eram as possibilidades de eu rumar ao Estrela, e eu vi essa possibilidade com bons olhos e decidi aceitar este novo desafio.

Apesar de já seres um jogador profissional, não deve ser fácil conciliar as exigências do futebol de alta competição com aquilo que seria uma vida normal para um jovem de 20 anos?
É complicado porque pessoas da nossa idade querem sair à noite para se poderem divertir, mas isso é algo que não se ajusta à vida de um profissional de futebol que sabe que tem que descansar para poder render nos treinos e nos jogos. Os meus amigos vão sair e eu sei que não posso e que devo ficar em casa. Todos se querem divertir, mas temos que aceitar as nossas responsabilidades. É uma profissão que eu escolhi, e tenho que cumprir pois já sabia o que me esperava e que sacrifícios teria que fazer. O Sporting apoia-me, mas não me diz o que fazer nesse aspecto, mas eu tenho perfeita noção de como me devo comportar e o que devo fazer.

Fala um pouco sobre as amizades que fizeste em 3 anos de Alcochete?
Fiz lá grandes amizades, uns já não estão no Sporting, mas não me esqueço deles. Todos os anos em que fomos campeões nós tínhamos um grupo muito forte e quanto mais fortes esses laços, maior é a coesão na equipa devido à confiança que depositamos uns nos outros. E um grupo que é forte tem sempre outra disponibilidade para ultrapassar os maus momentos.

Na direcção, não falando tanto dos treinadores, quem é que mais te ajudava?
O Jean Paul. O Jean Paul fala muito com os jogadores, Mário Lino, Aurélio Pereira, acho que todos ajudam um bocadinho, mas esses 3 que referi são os que estão mais próximos de nós, são aqueles que estão mais presentes, que vão aos nossos jogos.

Como lidavas com a concorrência no Sporting?
Apesar de todos quererem a mesma coisa, e apesar de haver muita concorrência, penso que isso é bastante positivo porque são os outros que nos obrigam a ser mais fortes para poder conquistar um lugar na equipa, e depois é uma questão de oportunidade e de sorte, mas sempre houve amizade no seio do nosso grupo e era isso que nos fazia mais fortes que os adversários, essa união, o facto dos colegas puxarem uns pelos outros.

Desde que começaste a aparecer nos jornais e e que começa a gerar-se algum mediatismo em teu redor, sentes que começam a aparecer mais "amigos" que só vêm ter contigo porque estás por cima?
Nesta altura estou a atravessar um bom momento, um momento positivo, mas sem espaço para deslumbramentos. Ninguém se tentou aproveitar deste "sucesso", mas penso que essas situações de aproveitamento são más, mas eu penso pela minha cabeça, sei o que eu faço e certamente eu sei quem são os meus verdadeiros amigos.

Qual seria o conselho que poderias dar aos miúdos que estão na Academia a lutar por um lugar ao sol?
O que eu lhes posso dizer, é que nem todos podem lá chegar e que devem agarrar-se aos estudos porque muitos deles vão precisar desse suporte. Que continuem a trabalhar todos os dias no máximo por esse sonho que têm de ser futebolistas, mas mentalizem-se para o facto de que a maioria não vai conseguir lá chegar. Eu neste momento não estou a estudar, mas já terminei o 12º ano de escolaridade e queria entrar para a universidade, pois penso que com um bocadinho de esforço é possível conciliar as duas vertentes e para o ano quero ver se consigo continuar a estudar, até porque gosto muito da minha área, que é Engenharia Electrónica.

Texto by André Figueiredo e Carlos Martins.



Alexandre Guedes, Diogo Leite, Tobias Figueiredo e Rui Bento.

Iuri Medeiros, Filipe Chaby, Nuno Malheiro e João Silva.



Selecção Nacional Sub-21
Convocatória de 8 de Novembro 2007.
Sporting Clube de Portugal (6):
Rui Patrício, Bruno Pereirinha, Yannick Djaló e João Moutinho (Sporting Clube de Portugal), Pedro Celestino (Estoril Praia) e Carlos Saleiro (Fátima).

Selecção Nacional Sub-20
Convocatória de 10 de Janeiro 2008.
Sporting Clube de Portugal (6):
Daniel Carriço (AEL Limassol FC), João Martins (Sporting Clube Olhanense), Tiago Pinto e João Gonçalves (Olivais e Moscavide), Fábio Paim (Trofense) e Bruno Pereirinha

Selecção Nacional Sub-19
Convocatória de 17 de Janeiro 2008.
Sporting Clube de Portugal (6):
Adrien Silva, André Santos, Diogo Rosado (Sub-18), Marco Matias, Wilson Eduardo (Sub-18) e Rui Figueiredo.

Selecção Nacional Sub-18
Convocatória de 17 de Janeiro 2008.
Sporting Clube de Portugal (3):
Diogo Viana, Diogo Amado, Pedro Mendes.

Selecção Nacional Sub-17
Convocatória de 10 de Janeiro 2007.
Sporting Clube de Portugal (7):
Alexander Zahavi, Cédric Soares, Januário Jesus, Luis Almeida, Nuno Reis, Ricardo Alves e William Carvalho (Sub-16).

Selecção Nacional Sub-16
Convocatória de 10 de Janeiro 2008.
Sporting Clube de Portugal (6):
Afonso Taira, João Figueiredo, Mauro Antunes, Miguel Serôdio, Rui Coentrão e Tiago Cerveira.

Selecção Distrital Sub-16
Convocatória de 7 de Novembro 2007 para Fase Final do Torneio Manuel Quaresma Inter-Associações.
Sporting Clube de Portugal (8):
Afonso Taira, André Oliveira, João Figueiredo, Mauro Antunes, Miguel Serôdio, Peter Caraballo, Rui Coentrão e Tiago Cerveira.

Selecção Nacional Sub-15
Convocatória de 13 de Dezembro 2007.
Sporting Clube de Portugal (6):
Alberto Coelho, Hugo Airosa, João Mário Eduardo, Mateus Fonseca, Ricardo Esgaio e Rodolfo Simões.

Selecção Distrital Sub-14
Convocatória de 10 de Janeiro 2008.
Sporting Clube de Portugal (8):
Alexandre Guedes, Diogo Leite, Filipe Chaby, Iuri Medeiros, João Silva, Nuno Malheiro, Rui Bento e Tobias Figueiredo.







Clube Desportivo Nacional Vs Sporting Clube de Portugal
19ª jornada do Campeonato Nacional de Juniores (Sub-19).
Sábado, 19 de Janeiro às 15:00. Cristiano Ronaldo Campus Futebol-Estadio.
(Nacional é actualmente 10º classificado, 18-25 em golos)

Clube Académico Fundão Vs Sporting Clube de Portugal
18ª jornada do Campeonato Nacional de Juvenis (Sub-17/Juvenis A).
Sábado, 19 de Janeiro às 15:00. Estadio Municipal Fundão.
(Fundão é actualmente 10º classificado, 13-50 em golos)

Sporting Clube de Portugal Vs Seixal Futebol Clube
17ª jornada do Campeonato Nacional de Iniciados (Sub-15/Iniciados A).
Domingo, 20 de Janeiro às 11:00. Academia do Sporting em Alcochete, Campo Nº1.
(Seixal é actualmente 12º classificado, 14-48 em golos)

Sport Clube União Torreense Vs Sporting Clube de Portugal
14ª jornada do campeonato de Juvenis da 1º Divisão Honra (Sub-16/Juvenis B).
Domingo, 20 de Janeiro às 09:00.
Campo da Tapadinha.

Sporting Clube de Portugal Vs Sport Clube União Torreense
14ª jornada do campeonato Distrital de Iniciados da 1º Divisão Honra (Sub-14/Iniciados B).
Domingo, 20 de Janeiro às 09:00.
Academia do Sporting em Alcochete, Campo Nº6.

Sporting Clube de Portugal Vs Grupo Desportivo união Ericeirense
13ª jornada do campeonato Distrital de Iniciados da 1ª Divisão (Sub-14/Iniciados C).
Domingo, 20 de Janeiro às 11:00.
Academia do Sporting em Alcochete, Campo Nº6.

Recreativo Águias Musgueira Vs Sporting Clube de Portugal
12ª jornada do campeonato Distrital de Iniciados da 2ª Divisão (Sub-14/Iniciados D).
Domingo, 20 de Janeiro às 10:30.
Complexo Desp. Alto Lumiar, Campo Nº2.



André Figueiredo

95 Comments:

At 18:06, Blogger André Figueiredo said...

In site oficial da FPF:


"Portugal goleia

Terça-Feira , 15 Janeiro 2008
A Selecção Nacional Sub-20 venceu, esta terça-feira, o primeiro de dois encontros com a Eslováquia agendados para esta semana no distrito de Viseu.

Portugal demonstrou eficácia numa primeira parte que dominou

O jogo que decorreu em Santa Comba Dão (Estádio Dr. Orlando Mendes) teve um início morno com as equipas a não conseguirem criar jogadas de perigo junto das balizas adversárias, mas a partir dos 15 minutos, Portugal assenhoreou-se do encontro e soube expressar em golos essa superioridade.

O primeiro lance de registo no jogo aconteceu à passagem do minuto 21 quando Rui Pedro tentou colocar a bola no ângulo superior direito dos eslovacos, mas viu a bola sair um pouco ao lado.

Aos 24 minutos, os pupilos de António Violante festejaram o golo. João Martins cruzou da direita para a cabeça de Rui Pedro que num gesto técnico perfeito atirou para o fundo da baliza de Andrei Mundi.

A ‘equipa das quinas’ controlava o jogo, trocando bem a bola, e, aos poucos, foi “encostando” os eslovacos ao seu meio campo e aos 30 minutos Tiago Pinto na transformação de um livre na direita ampliou a vantagem. O remate, de pé esquerdo, fez a bola bater na barra, mas no movimento descendente a bola acabou por entrar.

No minuto seguinte a Eslováquia tentou responder aos dois golos lusos, mas o remate forte de Milos Lacny – que apareceu isolado na cara de Ventura – passou por cima.

Até ao intervalo, o guarda-redes luso foi chamado a intervir por duas vezes – após dois remates de fora da área – e respondeu com segurança.

Sub-20 lusos voltam a dominar no segundo tempo

No início da etapa complementar, Portugal entrou novamente com vontade de chegar ao golo. Aos 56 minutos, Orlando Sá apareceu solto, assistido por André Monteiro, na cara do guarda-redes, mas o remate foi defendido pelo guardião eslovaco. André Monteiro não chegou a tempo de fazer a recarga vitoriosa.

Aos 59 minutos, na cobrança de um livre directo, Bura rematou forte para defesa apertada de Andrei Mundi que não conseguiu segurar, permitindo a Orlando Sá ampliar o resultado para 3-0.

O jogo manteve um sentido único e aos 68 minutos, Daniel Candeias viu o guardião adversário negar-lhe o golo.

Aos 81 minutos o recém entrado Fábio Paim fez o 4-0. Depois de dominar bem na área rematou para o fundo da baliza.

A quatro minutos do final da partida, Yazalde, assistido por Fábio Paim, teve frieza para “picar” a bola sobre o guarda-redes que saiu aos seus pés, marcando assim na sua estreia com a camisola das quinas. Portugal chegava com naturalidade ao 5 – 0, num jogo de sentido único. Só no último lance da partida Ventura foi colocado à prova defendendo para canto um bom remate de um jogador adversário que bateu forte um livre à entrada da área.

“Equipa com identidade própria”

No final da partida o Treinador Nacional, António Violante, mostrou-se satisfeito com o resultado, mas o nível de exigência é alto pelo que defende existirem ainda aspectos a melhorar. “Estou satisfeito com o resultado. Talvez o marcador mostre uma diferença que penso que não seja a real entre as duas equipas, pois a Eslováquia pode valer mais do que este resultado. Temos que ser exigentes e existem pormenores que é preciso corrigir, mas no cômputo geral a equipa e os jogadores estiveram muito bem. Este foi o primeiro jogo desta Selecção na presente época e a equipa soube revelar identidade. Essa identidade tem sido trabalhada desde trás – já vem de épocas anteriores (no ano passado era o meu colega Edgar Borges que estava com a equipa) – e mostra-se muito personalizada. Os jogadores mostram que sabem o que querem, mas como equipa ainda há pequenas coisas que podem ser melhoradas”, analisou.

Bruno Pereirinha no segundo jogo com eslovacos

Os Sub-20 lusos vão ser reforçados com Bruno Pereirinha que colmata as saídas de Daniel Carriço e Rui Pedro, para o jogo de quinta-feira diante dos eslovacos em Tondela.

FICHA DE JOGO
Jogo de Preparação – Selecções Sub-20
Estádio Dr. Orlando Mendes – Santa Comba Dão

Árbitro: Rui Silva (AF Vila Real)
Árbitros Assistentes: Carlos Pereira e Álvaro Mesquita
4º Árbitro: Luís Caiado

PORTUGAL 5 – 0 ESLOVÁQUIA (2-0, ao intervalo)

PORTUGAL: Ventura (FC Porto); Luis Portela (Vitória FC de Setúbal), depois [85’] João Gonçalves (SC Olivais e Moscavide), Bura (GD Ribeirão), Daniel Carriço – CAP (AEL Limassol FC) e Tiago Pinto (CD Olivais e Moscavide); João Martins (SC Olhanense), depois [85’] André Castro (FC Porto), Rui Pedro (FC Porto) e Ivan Santos (Boavista FC), depois [72’] Ruben Saldanha (Padroense FC); Daniel Candeias (Varzim SC), depois [72’] Jorge Monteiro (GD Ribeirão), André Monteiro (Varzim SC), depois [79’] Fábio Paim (CD Trofense) e Orlando Sá (SC Maria da Fonte), depois [79’] Yazalde (Varzim SC).

Suplentes não utilizados: Pedro Trigueira (GD Ribeirão), Yago Fernandez (Valencia CF), Vítor Hugo (SC Maria da Fonte) e Carlos Alves (CF ‘Os Belenenses).
Treinador Nacional: António Violante

Golos: Rui Pedro (24’), Tiago Pinto (30’), Orlando Sá (59’), Fábio Paim (81’) e Yazalde (86’)
Disciplina: Nada a registar.

ESLOVÁQUIA: Andrej Mundi; Peter Cogley, Peter Janosik – CAP, Michal Gallo (Michal Krajnik, 72’)e Roman Zembera (Mikulas Toth, 32’); Kamil Kuzma, Milos Lacny (David Lesko, 45’), Peter Katona (Jan Zapotoka, 74’) e Martin Juhar(Michal Kucera, 61’); Filip Hlohovsky e David Skutka (Marek Kuzma, 61’).

Suplentes não utilizados: Tomas Jenco.
Treinador: Stanislav Moravec

Golos: Nada a registar
Disciplina: Nada a registar."

 
At 18:16, Blogger André Figueiredo said...

"Hi Andre

I am going to be writing on next years Under 15 Portugal Seleccao.( Under 14 this year I was wondering if you could give me some feedback on some players that can be there from Sporting and Benfica, Maybe tell me some more about them if you do not mind,

1) Rui Bento"


I think he's been doing well, he's playing as right-back and he seems very concentrated, reasonably dynamic and full of purpose from what I've seen in training.

"2) Tobias Figuerido - Center back"

Last year I thought he lacked some mobility or speed, but this factor seems less apparent this time around, I would say his most formidable characteristic is his uncanny ability to put the ball just about anywhere, his long range passing is very good, he can shoot 50-70 yard passes with well above average precision, in this sense he reminds me of Miguel Veloso building up the team's ofensive play from the back of the midfield. Physically he has plenty of presence and all joking aside, he reminds of Franco Baresi in the way he commands the back 4 up and down as they shorten or lenghten' the distance between the defencive line and the midfield. I'd be amazingly surprised if he's not a fixture in this team and he'd be my choice for team captain for Lisbon.

"3) Filpe Chaby - #10"

He's been doing well, but still a bit more "introverted" than others regarding these new surroundings in the Lisbon U-14 squad, he's got enough polyvalance to play either on the left corridor or on the inside left slot but he hasn't been as convincing or exuberant as others. Needs more confidence.

"4) Nuno Malherio - RW"

Actually, Nuno is a left sided player, last year more as a winger but this year adapted to the left back role. I think he's looked quite sharp in training, he uses a sucession of short tippy toe'd dribbles a bit like Cristiano Ronaldo does. He's a wee bit on the smallish side but he's got heaps of speed and nimble footwork and also a good pair of lungs judging by the way he keeps coming up and down and sometimes inward once he reachs the midfield line and decides to break right. He'll offbalance plenty of defenders.

"5) Iuri Mederios - LW"

He's looked less dynamic than Nuno, the game doesn't seem to pass through him as much and even though he's been deployed on the flank, there's no garantee that's where he'll end up playing for Lisbon, he might very well be stationed in the heart of midfield as a playmaker. He's a good player, but somewhat inconsistent (and mercurial). I dare say he'll also survive any triage that is made in the coming weeks but he hasn't shown (or been able to show) his true quality. He also should come up the pitch more often in order to make good use of his fearsome shot on goal, he's got a canon of a left foot.

"6) Alexander Guedes -S"

A tall, lanky centre forward who is not big on mobility and is not that physical or as rough as one needs to be in order to play in between the opposing centre-backs but he makes his heading abilty one of his main strenghts. Needs more confidence and muscle in order to make the difference.

"7) Carlos Mane - not sure if he is Portuguese."

I don't believe he's eligible, if he was, it's a good bet he'd be in there considering he's a well above average player and a proven goal scorer, as well as his ability to play in more than one position.

I think Tobias, Malheiro, Diogo Leite (maybe not in his natural position), Medeiros and Rui Bento all stand a good chance of starting for Lisbon in early February.

"Benfica players let me know if you have any feedback"

I don't.



André Figueiredo

 
At 18:31, Anonymous Anónimo said...

Atenção aos comentários!

Qualquer um os lê.

Cuidado, André...

 
At 20:16, Anonymous Tobias said...

Hoje fui até Santa Comba Dão ver os sub 20.
Apesar do resultado, não considero que tenha sido uma exibição de gala...
Da eslováquia pouco se aproveita. Alguns jogadores fizeram-me lembrar o Marian Had, ou seja, jogadores demasiadamente viris e que não tratam a bola por tu!

De uma forma mt sintética vou fazer uma análise aos nossos jogadores:

Ventura: Excelente. Respondeu com classe a todas as jogadas de ataque dos eslovacos. Ficou-me na retina uma fantástica defesa a um livre directo e o excelente pontapé que possui;

Luis Portela: Não me agradou minimamente... Percebe-se a pouca (nenhuma) utilização no Setúbal;

Bura: Rápido e com bom jogo aéreo. É um bom central, mas não acredito que venha a singrar no FC Porto, uma vez que vejo nele um futuro Tonel, um jogador para equipas que lutam pela europa mas não para um grande;

Daniel Carriço: É a voz de comando desta selecção, um verdadeiro lider, mas o percurso no olhanense deve-lhe ter retirado alguma confiança pois não esteve tão autoritário como antes. Espero que a experiência no chipre o ajude... e ao sporting.

Tiago Pinto: Execelente pé esquerdo. Parece-me que está preparado para grandes desafios e consequentemente para brilhar no Sporting. Honestamente pareceu-me o jogador mais adulto desta selecção;

João Martins: Bom jogo deste nosso atleta que nem tem jogado muitos minutos. Não pode cair no erro de ser um trinco demasiadamente posicional, sob pena de se tornar um jogador banal.

Rui Pedro: Que pena estar a jogar tão pouco no FC Porto. É um verdadeiro 10 e tem capacidades que podem fazer dele um jogador excepcional... mas para isso tem de jogar!

Ivan Santos: Bons pés, óptima visão de jogo, passes à rochemback, mas que devido à baixa estrutura perdeu vários duelos no meio-campo. No futuro irá singrar no boavista, mas acredito que devia ir rodar alguns meses para depois se assumir como peça importante para o Jaime Pacheco;

Daniel Candeias: No regresso ao seu Distrito teve bons apontamentos, mas não me parece que seja como extremo que as suas características sejam melhor aproveitadas;

Orlando Sá: É o jogador mais encorpado desta equipa. Marcou um golo numa recarga, mas pouco mais de significativo se pode assinalar;

André Monteiro: No Europeu sub 19 não me convenceu e agora muito menos. Apesar de um ou outro pormenor, falta-lhe objectividade na maioria dos lances.

Ruben Saldanha: Pelo que mostrou merece mais que o Padroense.

Jorge Monteiro: Entrou bem no jogo, mas não se destaca nehuma das suas intervenções.

Fábio Paim: Digam o que disserem, é o melhor jogador desta selecção. Tem corpo de menino, um cabelo que só o atrapalha, mas tem qualidades para vir a ser um dos melhores jogadores portugueses. Fez um golo de classe e uma assistência em poucos minutos. Acredito que não se vai perder!

Yazalde: Como e possível só agora a primeira internacionalização? Em poucos minutos mostrou que é o PL ideal para esta selecção. Em pouco tempo vai dar que falar!

João Gonçalves e André Castro não tiveram tempo para demonstrar as suas qualidades.

 
At 21:16, Blogger André Figueiredo said...

"Daniel Carriço: É a voz de comando desta selecção, um verdadeiro lider, mas o percurso no olhanense deve-lhe ter retirado alguma confiança pois não esteve tão autoritário como antes. Espero que a experiência no chipre o ajude... e ao sporting.

Também fiquei com essa ideia quando o vi Vs Fátima, um pouco menos confiante devido possívelmente a alguma ferrugem, mas chegam-me relatos vindos do Chipre que indicam que o Carriço já seduziu os adeptos do seu novo clube.

João Martins: Bom jogo deste nosso atleta que nem tem jogado muitos minutos. Não pode cair no erro de ser um trinco demasiadamente posicional, sob pena de se tornar um jogador banal.

Vs Fátima também fiquei surpreendido, não pareceu acusar o facto de andar sem competir pelo Olhanense

Rui Pedro: Que pena estar a jogar tão pouco no FC Porto. É um verdadeiro 10 e tem capacidades que podem fazer dele um jogador excepcional... mas para isso tem de jogar!"

Não sei se 10 é o rotulo certo para ele. Não é ponta de lança, mas também não é 10 para jogar recuado num 4-3-3 como se costuma jogar na selecção. Parece mais um 2º avançado centro mas com capacidade também para organizar o jogo.

O Bura, do que vi este ano, pareceu-me menos trapalhão que na época passada e devido ao seu fisico não pareceu acusar a transição para os seniores.

O Porto no Rui Pedro, Castro, Ventura tem um grupo de jogadores que podem lá chegar e atrás desses tem um Candeias e um Bura que nunca se sabe a que nível vão chegar. Não é fácil num clube como o Porto que tem dinheiro para comprar jogadores de nível médio-alto e devido a isso existe menos espaço para a afirmação dos jovens. Particularmente o Ventura, porque no Porto, a sombra do Vitor Baia ainda está na baliza e não é qualquer um que entra ali.

E já agora, parabéns para o Helder Barbosa, sem duvida um jogador que muito merece lá chegar.

"Olhem para curiosidade, o Benfica tem dois jogadores de 1992 a titulares nos juvenis a neste momento e os dois são portugueses."

Vamos por partes, o Ruben Pinto é um médio que tem classe suficiente para conquistar o seu espaço e com todo o mérito vai jogando com maior ou menor regularidade no escalão acima, mas para além da sua qualidade como jogador, tem uma estampa fisica assinalavel para um Sub-16. Estampa fisica que é a única coisa que falta a um Artur nos Sub-17 porque como já disse, ele só lhe falta ganhar corpo. Não vamos comparar Ruben Pintos com Toumanys e outros do género porque isso é estar a gozar com quem tem talento, tal como meter um Sancidino e um Toni no mesmo saco que um Rui Silva, Bruno Gaspar ou Pedro Almeida são comparações ridiculas pelas razões que todos sabem.

Estão a esquecer-se que o Benfica esteve para dispensar o André Carvalhas uns anos atrás porque era pequenino tal como o Artur é agora, mas entretanto ele fisicamente fortaleceu-se e agora é o melhor jogador da equipa tal como o Artur podia ser para a sua geração ou o Rui Silva para a sua se não forem tapados por apostas em Silvérios, Tonis, etc.

"mas se perdem contra estrangeiros que só tiram proveito de serem mais fortes, nem quero imaginar contra profissionais de qualidade."

Mas esses estrangeiros que fisicamente têm maior maturidade já têm menos espaço para evolução em termos fisicos enquanto estes ainda estão a crescer. Quando a capacidade fisica for a mesma, seja daqui por 6 ou 36 meses, o que irá fazer a diferença é a capacidade técnica de um jogador, mas esses em certos clubes são encostados porque a curto prazo não dão garantias.

Esta equipa de 1991 o ano passado também perdeu com o Benfica em Alcochete e empatou (se não me engano) nos Pupilos, mas no final da época foram campeões. Na época 05/06 também perderam 2-0 com o Benfica mas no final também foram campeões. Nada dura para sempre, mas nas passadas 5 épocas foram sempre campeões desde Sub-12 a Sub-16. Neste momento encontram-se num periodo menos exuberante da época em parte devido ao cansaço fisico que de certa forma não é inesperado, mas sobre isso falarei mais no final da época.



André Figueiredo

 
At 22:46, Anonymous Anónimo said...

Mas esses jogadores Sancidino, Toni ou Tounamy não são bons jogadores?
Agradecia resposta.
Cumps

 
At 22:49, Anonymous Anónimo said...

"Estão a esquecer-se que o Benfica esteve para dispensar o André Carvalhas uns anos atrás porque era pequenino"

Se o rapaz foi sempre figura em todas as equipas, jogava sempre num escalão acima, em que baseias a tua afirmação? De facto demorou algum tempo a assinar, porque foi seguida a sua evolução durante mais algum tempo. NUNCA O BENFICA O TEVE PARA DISPENSAR!

 
At 00:10, Blogger André Figueiredo said...

"Se o rapaz foi sempre figura em todas as equipas, jogava sempre num escalão acima, em que baseias a tua afirmação?"

Baseio pura e simplesmente no facto de na época passada ter estado a conversar com um funcionário do Benfica que tem muitos anos na formação do SLB e a dada altura a conversa passou pelo André Carvalhas e eu estava a elogiar o jogador em questão quando ele me surpreendeu exactamente com essa revelação. Se quiser dizer que é mentira esteja à vontade, você pode dizer o que bem lhe apetecer que não altera em nada o que eu disse.

Mas o Artur Lourenço também não era figura nos Iniciados A? Ele não jogava muitas vezes um escalão acima?

"NUNCA O BENFICA O TEVE PARA DISPENSAR!"

Não "teja" a ficar exaltado. Se o CAPS LOCK lhe desse razão você excusava de ter argumentos mais válidos.



"Mas esses jogadores Sancidino, Toni ou Tounamy não são bons jogadores?"

O Toni não conheço, excepto por aquilo que ouço. O Sancidino se for a jogar no escalão dele que é Juvenil B (05/03/1992) duvido que seja jogador capaz de fazer a diferença.

O Toumany é bom atleta, mas como jogador diria que a margem de progressão é muito pouca porque tecnicamente é um jogador mediano enquanto outros têm grande tecnicismo e com o tempo vão ganhar o corpo que lhes falta, desde que lhes deêm exactamente isso, tempo.

O Benfica tem muitos jogadores bons, mas esses 2 decididamente não me encantam.

Vejam bem quem são os jogadores de 1991 e 1993 que de uma época para a outra perderam espaço nas suas equipas e consequentemente na selecção.



André Figueiredo

 
At 04:29, Blogger Regio said...

Tiago Pinto
"O meu grande sonho é jogar em Alvalade pelo Sporting"


"Os holofotes da fama colocados na figura paterna de João Pinto desde cedo incidiram, também, sobre Tiago Pinto, traçando-lhe um rumo que o destino não atraiçoou. O cheiro da relva prevaleceu com o correr dos anos e, hoje, o lateral-esquerdo ligado ao Sporting - mas emprestado esta época ao Olivais e Moscavide, da Série D da II Divisão - assume-se como uma espécie de legado do progenitor no futebol, um mundo que está prestes a revelar novos ciclos para ambos: João Pinto anunciou que irá abandonar a carreira profissional no fim da temporada, que corresponde precisamente à época em que o filho Tiago Pinto dá os primeiros passos na categoria sénior.

"Desde muito novo que estou ligado ao futebol, e o facto de ter nascido já dentro do meio contribuiu para que percebesse o que se passa lá dentro. Tenho a vantagem, que poucas pessoas têm, de ter podido acompanhar de perto a selecção portuguesa e os clubes portugueses de alto nível que o meu pai representou. Desde que nasci que estou envolvido nesse mundo e, inevitavelmente, quis seguir a mesma profissão, que é a melhor do mundo. A vantagem que tive e que tenho foi a de perceber melhor as coisas que andam por detrás do futebol. O meu pai, infelizmente, teve muitos problemas ao longo da sua carreira, mas, felizmente para mim, isso permitiu-me ver algumas coisas e pessoas que andam no futebol apenas com o objectivo de terem mais uma fonte de rendimento", conta o esquerdino a O JOGO.

Vinculado ao Sporting até ao final da época, tendo o emblema verde e branco direito de opção por mais um ano, Tiago Pinto quer singrar no futebol, e a ambição de erguer mais um título nacional com o leão ao peito, desta feita nos seniores - já conquistou três na formação, nos iniciados, juvenis e juniores -, tal como o pai o fez em 2001/02, vai alimentando o sonho de se tornar actor principal no novo palco de Alvalade, onde João Pinto deixou uma marca irrasurável: dois golos (ambos na baliza sul) no jogo de inauguração do recinto, a 6 de Agosto de 2003, frente ao Manchester United. "É um dos palcos… ou melhor, o meu grande sonho é pisar este relvado pela equipa principal do Sporting. E, sabendo que o meu pai também o fez como jogador do clube, acho que será uma alegria extra jogar em Alvalade", confessa, acrescentando que a proporcionalidade das comparações entre pai e filho enquanto jogadores de futebol devem ser evitadas. Uma espécie de declaração de independência própria de quem se sente com capacidade para enfrentar os desafios da vida: "É normal que o queira fazer. Queremos sempre seguir em frente com o próprio nome. Independentemente de ele ser avançado e eu defesa-esquerdo, as pessoas comparam-nos sempre, mas somos jogadores completamente diferentes, cada um está a seguir o seu caminho, um, infelizmente, a terminar, outro a começar. Eu, como qualquer outro jogador, vou tentar fazer tudo para singrar no futebol."

E, para que tal aconteça, do alto dos seus 19 anos Tiago Pinto delimita metas a alcançar e que passam, em breve, pela conquista de um lugar entre os graúdos do Sporting. "O meu objectivo é efectuar a próxima pré-temporada no Sporting e também sonho integrar-me no plantel principal, mas, se não for possível neste clube, terá de ser noutro lado, mas é claro que o meu grande sonho é esse, ou seja, vingar no Sporting", reforça."

in "O Jogo"

 
At 09:28, Anonymous Tobias said...

"Rodrigo Tiuí é o novo ponta-de-lança
O Sporting já encontrou o tão desejado avançado para jogar ao lado de Liedson: Rodrigo Tiuí, brasileiro, 22 anos, 1,77 metros de altura, 64 quilos de peso.

O ponta-de-lança representou o Fluminense na última época e está actualmente livre. Chega hoje a Lisboa para acertar a duração do vínculo contratual com os leões e efectuar os habituais exames médicos.

Há fumo branco! O Sporting está prestes a colmatar uma das mais importantes vagas do seu plantel profissional e, nesse sentido, a Lisboa chega hoje o jovem avançado Rodrigo Bonifácio Rocha – nome de guerra Rodrigo Tiuí... –, de 22 anos, que terminou este mês o contrato que o ligava ao Fluminense."

Este não vai ser um fiasco, pois as expectativas são nulas!

 
At 10:05, Anonymous Anónimo said...

Bom dia, caro André.
Sou benfiquista mas costumo acompanhar as suas contribuições com grande frequência, reconhecendo-lhes grande qualidade.
Concordo consigo quando critica o excesso de jogadores estrangeiros no Benfica. Esta época, o plantel de juniores está inundado de matulões estrangeiros que estão a ameaçar o lugar de miúdos como o Carvalhas ou o Rosa (miúdos com qualidade e potencial, mas fisicamente mais fracos). Há uma clara aposta no "ganhar a qualquer custo".
No entanto, acho que está a cometer uma injustiça relativamente ao Sancidino (Toni e Bacari ainda não vi jogar). O Dino não é fisicamente mais forte que, por exemplo, o Herlein (arrisco mesmo a dizer que o MHerlein é ligeiramente mais alto que o Dino). É um jogador rápido, tecnicamente evoluído, eficaz, inteligente, destemido e raçudo. Já agora, quando chamado a actuar pelos Juvenis B (como há 2 semanas), o Dino marcou um golo. Entrou ao intervalo e fez a diferença.
Acredite quando lhe digo que é um erro colocar este jogador "no saco", sem atender à sua grande cultura técnica.
O Martim não tem (ainda) capacidade física para enfrentar os adversários que tipicamente actuam no nacional de iniciados, apesar de ser um excelente jogador. Acho mesmo que deixá-lo no banco é uma forma de o defender pois há muitas equipas que jogam com o Benfica na base da "porrada" e os adversários tendem a ser bem mais fortes do que o Martim, podendo causar-lhe estragos consideráveis. Ainda assim, o Mister Bruno Lage continua a apostar tanto nele como no Tiago Silva (que deve ter menos de 1.50m), embora não os coloque no 11 inicial.
Saudações desportivas e continue o excelente trabalho em prol do futebol de formação português

 
At 10:44, Anonymous RmV said...

Quem é esse Sancidino, o nascido em 05/03/1992 ?

Conheço um Sancidino Silva no Benfica que é de 1994 que é Iniciado de primeiro ano e está a jogar num escalão acima (ou até dois as vezes) e não num escalão abaixo... ou voltamos a questão das datas de nascimento falsas? Falsas no Benfica, exactas no Sporting claro.

O Sancidino tem idade para ser filho do William Carvalho.

 
At 11:13, Blogger dandy said...

Resto da entrevista do Tiago Pinto no Jogo de hoje:

«"Nova Liga Primavera é bem-vinda"

Satisfeito por competir, Tiago Pinto aprova a criação de mais uma competição no calendário nacional. Além da Taça da Liga, que "traz benefícios para os menos utilizados e não só", o jovem defesa junta-se aos que desejam uma Liga semelhante à Intercalar, que se realiza a Norte. A embrionária Liga Primavera, a sul, é bem-vinda: "Sou a favor, claro. Os jogadores gostam dos jogos difíceis, contra as melhores equipas. Só jogando é que se pode pensar em evoluir..."

Apaixonado por cinema e marisco

Pacato e caseiro, Tiago Pinto é um verdadeiro cinéfilo. Ver filmes e séries com a família e a namorada, Bárbara, é o passatempo preferido. No remanso do lar, não é adepto de Playstation nem de computadores. Bom garfo, adora marisco, tal como o pai, em especial ostras e lagosta. Saídas à noite e álcool são coisas que não entram no seu quotidiano.

Às vezes, o pai dá-lhe conselhos

João Pinto, fruto da sua actividade, nem sempre teve oportunidade de seguir a evolução de Tiago Pinto nos escalões de formação, mas o lateral-esquerdo nunca perdeu o rumo que pretendia seguir, apesar dos conselhos do progenitor não serem muito frequentes. "Uma questão de feitio", advoga. "O meu pai não é de dar muitos conselhos. Não tem muito tempo para me ir ver e viu alguns dos jogos quando podia. Por vezes, dava-me alguns conselhos. Nunca teve a preocupação de me aconselhar muito, mas fui absorvendo bem a informação", referiu, acrescentando: "Não sei como vai ser depois de ele pendurar as botas e abandonar a carreira, mas, se ele é o primeiro a dizer que eu sou um legado dele, é porque terá sempre preocupação com a minha carreira."

"Velocidade é diferente"

O primeiro ano como futebolista sénior tem corrido de feição a Tiago Pinto, que assegura não ter sentido uma mudança "tão drástica" como chegou a pensar em relação à realidade que viveu nos juniores do Sporting. O defensor está satisfeito com a escolha, até porque a prioridade sempre foi jogar com regularidade, e o Olivais tem vindo a "mudar" rotinas, sobretudo no aspecto defensivo. "É uma grande mudança, mas penso que escolhi bem. Tenho jogado muito, e esse era o principal objectivo. Graças a esse facto, a mudança não tem sido tão drástica", refere, sem esquecer os jovens colegas que estão a "passar um mau bocado nos seus clubes". "O exemplo deles acaba por ser uma motivação para mim no sentido de não descurar o meu trabalho."

As diferenças são reconhecidas com a humildade de quem se sente integrado num processo evolutivo. "A velocidade do jogo é diferente e agora passo mais tempo a defender, enquanto no Sporting era sempre a atacar. Tenho vindo a evoluir na parte defensiva. Os jogadores têm uma estatura diferente, são mais possantes, mas isso ultrapassa-se com posicionamento e outros factores", afiança. E Tiago Pinto sabe que tem sido acompanhado com atenção pelo "scouting" leonino. "Vão aos jogos e ligam-me a perguntar como estou. Esse foi um dos factores principais porque escolhi o Olivais. Estou mais perto da casa-mãe, e é mais fácil o acompanhamento durante a época", sublinha.

"Aumentar a vantagem e subir de divisão"

Tiago Pinto escolheu o Olivais e Moscavide para ganhar maturidade e, sobretudo, para jogar, tendo encarnado por completo o espírito de conquista que diz existir no clube lisboeta. "Começámos a época a pensar apenas em vencer jogo a jogo. No início, estávamos todos um bocado hesitantes, pois não sabíamos como seria a nova equipa, formada toda de novo. Agora, temos uma equipa muito coesa, forte e somos amigos uns dos outros. Isso é transmitido para dentro do campo, é notório", assegura, tendo em mente a subida à Liga Vitalis. "Estamos com 11 pontos de avanço para o segundo lugar e queremos aumentar essa vantagem para na próxima fase termos maior avanço sobre os adversários directos. O nosso principal objectivo é a subida." Sem arrependimentos, Tiago Pinto revela que teve propostas de clubes da Liga Vitalis, mas optou pelo emblema que o valorizou "mais" e que fez questão de o "demonstrar verdadeiramente".

"Ego prejudica jovens"

"Não sabia como iria ser recebido no Olivais e como é que o grupo ia encarar um jogador vindo do Sporting, um miúdo que possivelmente poderia ter o ego demasiado alto, por isso fui sempre com um pé atrás, mas aos poucos percebi que havia ali gente boa e que me queria ajudar" - é desta forma que Tiago Pinto dá o mote para abordar um do problemas que, segundo diz, "prejudicam" a afirmação dos jovens jogadores portugueses. "O ego é um dos principais problemas dos jogadores da minha idade, mais novos ou um pouco mais velhos. Por vezes, têm o orgulho muito em conta. Por exemplo, no meu caso, ir para o Olivais e Moscavide podia ser considerado, para eles, como um deitar fora da carreira, mas encaro a mudança como dar um passo atrás para de seguida dar dois em frente. É o que tem acontecido. Tenho evoluído muito, e o meu grande objectivo é jogar e dar os dois passos à frente", afiança, revelando que não pediu qualquer conselho a Paulo Bento sobre o melhor destino. "Ele treina o plantel principal do Sporting e também tem os seus problemas. Tem a sua equipa para gerir e eu a minha para continuar a trabalhar."

"Veloso é um exemplo de sucesso"

Já existe um precedente de sucesso no Olivais e Moscavide no que diz respeito à integração de jovens jogadores no plantel principal do Sporting, e Miguel Veloso é o paradigma. "Não pensei nisso, mas é bom ter um exemplo no Olivais. Prova que é possível que as coisas funcionem bem. Com o Djaló, então no Casa Pia, aconteceu o mesmo. São dois bons exemplos, de dar um passo atrás para dar dois em frente", relembra.

"Sair, só para o Sporting"

Celestino, que se encontrava cedido pelo Sporting ao Estoril, trocou recentemente a formação canarinha pelo Estrela da Amadora, até ao final da época, igualmente por empréstimo dos leões, mas Tiago Pinto não quer que lhe aconteça o mesmo, a não ser que tal signifique um regresso ao… Sporting: "Não existiu qualquer possibilidade de sair, e, se aparecesse, também não queria, pois podia cortar a minha evolução e quero dar continuidade ao que estou a fazer com a equipa. Não quero sair do Olivais e Moscavide, a não ser para o Sporting. Já sinto o emblema e a massa associativa. Quero continuar até ao fim."

"Quero chegar à Selecção"

Os primeiros pontapés a sério de Tiago Pinto numa bola de futebol foram dados aos 8 anos para os lados da Luz, onde, nas escolas de animação dos encarnados - muito por influência do pai que, então, capitaneava os seniores -, começou a mostrar dotes de... extremo-esquerdo, posição que não valeu afirmação de águia ao peito: foi dispensado com 12 anos e rumou ao Sporting. "Foi o melhor que me aconteceu na carreira", advoga, entre a recordação de uma rejeição aceite. "Saí por opção dos técnicos. Lembro-me bem do que se passou e nem quis pensar muito na dispensa do Benfica. Pensaram que não acrescentava nada à equipa, e procurei logo o Sporting, onde fiz testes e fiquei."

Em Alvalade, prosseguiu a carreira de extremo até virar… defesa-esquerdo. "Foi no segundo ano de Sporting que mudei de posição, foi num jogo amigável com o Almada. Colocaram-me a defesa-esquerdo, as coisas correram bem, e comecei a jogar mais nessa posição. Um dos grandes factores que contribuiu para a minha vocação ofensiva foi isso mesmo. Fui aprendendo, e agora é a minha posição", relembra.

Entre a frontalidade que o caracteriza, Tiago Pinto efectua uma auto-avaliação enquanto jogador de futebol e tem esperança de vir a alcançar um lugar semelhante ao que o pai conseguiu ao serviço da Selecção Nacional, até porque o lugar de defesa-esquerdo é uma… espécie pouco consistente no futebol luso. "Sou um jogador inteligente dentro de campo. Tenho uma boa leitura de jogo, e isso, esta época, no Olivais e Moscavide, está a ajudar-me a melhorar defensivamente no um-para-um e na leitura defensiva da equipa. Nessa vertente é onde tenho evoluído mais. Sou um jogador que sabe atacar e, quando o faço, faço-o bem. Procuro sempre ajudar a equipa na fase ofensiva", sublinha, acrescentando, a respeito da carência num lugar para o qual tem sido chamado pelo seleccionador de sub-20, Edgar Borges. "Realmente, é uma posição que não se definiu bem. Ainda não apareceu um jogador como o Miguel ou o Bosingwa, que, no lado direito, agarraram o lugar e são referências. Apesar de gostar muito do Caneira, é uma posição que não tem tido um jogador que se tenha afirmado e que fique lá por muitos anos. Têm existido muitas adaptações, e, se fosse ao contrário, em que houvesse muitas opções, as hipóteses de singrar seriam menores. É com alguma tristeza que vejo alguma carência, mas tenho alguma esperança de que possa lá estar um dia destes. É um dos meus sonhos."

"Saída de Paulo Bento marcou-nos"

A saída de Paulo Bento do comando da equipa de juniores, mudando-se para a liderança da formação principal do Sporting, foi um episódio que deixou marcas em Tiago Pinto, que trabalhou sob as ordens do técnico durante cinco meses, culminando a época com a conquista do título de campeão nacional: "Foi um momento que me vai marcar para o resto da carreira, tal como aos jogadores que estavam dentro daquele balneário na despedida de Paulo Bento. Comoveu-nos muito e sentimos a tristeza dele ao sair de perto da nossa equipa, mas não conseguimos deixar de nos sentirmos felizes pelo facto de o nosso técnico ir para a equipa principal. Foi um turbilhão de sentimentos que ali passámos."

Tiago Pinto tem esperança de voltar a ser orientado por Paulo Bento, mas agora na primeira equipa leonina. "Conheço o mister Paulo Bento, a forma como encara os jogos e se relaciona com os jogadores. É uma vantagem, sim. É um factor que me pode vir a beneficiar - a mim e a outros jovens", enfatiza.

"Estou triste por má época"

A temporada leonina não está a correr de feição para os interesses do emblema verde e branco, e Tiago Pinto, enquanto adepto, compreende o sucedido: "É com tristeza que vejo a situação, como é obvio. O Sporting tem qualidade para estar mais à frente e teve azar com as lesões de jogadores fundamentais como o Derlei e do Pedro Silva, e agora do Djaló. São jogadores que podem ajudar em determinados jogos e, quando foram mais precisos, estavam lesionados e reduziram as opções para o mister, que ficou sem as melhores armas para combater as adversidades."»

 
At 12:38, Blogger dandy said...

A BOLA:

«GUARDA-REDES DOS JUNIORES NO GRUPO PRINCIPAL É ALVO DE ESPECIAL ATENÇÃO DE PAULO BENTO
Baliza com Golas

sE no ataque há défice de avançados (ver página 21), na baliza do Sporting, a ausência de Tiago, a recuperar de intervenção cirúrgica, promoveu ontem o guarda-redes dos juniores, Vítor Golas, a uma manhã com a equipa principal. E deu nas vistas o jovem brasileiro, alvo de atenção especial de... Paulo Bento. O treinador leonino observou-o com toda a atenção e incentivou-o durante todo o treino. Se houver mais algum azar, a baliza pode contar com... Golas.

É brasileiro, nasceu a 27 de Dezembro de 1990 (17 anos), no Paraná, mede 1,91 metros e tem 90 quilos. Está apresentado Vítor Golas, o último dos elementos da formação leonina a ter direito a participar no treino da equipa principal.

Com Tiago em pleno processo de recuperação de uma cirurgia ao joelho esquerdo, o grupo sportinguista ficou subitamente reduzido a dois guarda-redes — Rui Patrício e Stojkovic —, pelo que será natural a chamada de um jovem para ajudar nas sessões de trabalho do grupo principal, quando este necessitar. A sorte sorriu ontem a Vítor Golas, jovem brasileiro que chegou à Academia na passada época mas que só na presente temporada pôde começar a vestir a camisola dos leões em jogos.

E logo agarrou a titularidade na equipa de juniores. E logo chamou a atenção.

Ora, ontem, chamado a mostrar valor entre Patrício e Stojkovic, logo deu nas vistas, vestindo pele de guarda-redes entre feras sem se intimidar e, talvez por isso, a merecer especial atenção de Paulo Bento. O treinador do Sporting, enquanto os jogadores realizavam um exercício com finalização — os três guarda-redes rodavam na baliza —, colocou-se perto dos postes e incentivou todos sem excepção mas o jovem com particular atenção... «Boa miúdo», dizia, «Vai, agora tu», acrescentava para Golas. E Golas correspondia.

Mais um miúdo a dar nas vistas e a mostrar, num momento em que Paulo Bento só tem dois guarda-redes disponíveis — Tiago tem ainda pela frente dois meses de paragem competitiva —, que não se atormenta e que pode ajudar a equipa. Nem que seja só nos treinos.

Vítor Golas, no entanto, vai continuar, naturalmente, a jogar nos juniores. Mas esta experiência de ontem e estes incentivos de Paulo Bento já ninguém lhos tira...»

 
At 13:24, Anonymous Anti-Mawete Júnior said...

Oh RMV: dou-te de borla o William Carvalho, o Renato Neto, o Ibrahim Rabiu e o William Owusu... Até podem ser mais velhos do que dizem, se quiseres...

Mas vais ter de me explicar o Rogério António, o Wagner Silva, o Fellipe Bastos, o Abdullaye Efall, o Ishmael Yartey, o Daúde Machude e o Orphée Demel dos Juniores; o Lassana Camara, Mamadou Djaló, Toumany Sambu, Silverio Camara, Paul Keita e Adul Silverio dos Juvenis; o Sancidino Silva, o Toni, o Bacari e o Estrela dos Iniciados...

Quanto aos anónimos que têm dado réplica ao André Figueiredo... No vosso contrato com o SLB não está lá uma cláusula em que vos proibem de fazer comentários "cá fora" sobre o que se passa dentro do clube? Assim como querem subir de treinadores-adjuntos para treinadores principais aí nesse clube? Ainda por cima, agora que as velhas glórias vão tomar conta de todas as equipas...

 
At 14:26, Anonymous Anónimo said...

"Mas esses jogadores Sancidino, Toni ou Tounamy não são bons jogadores?"

O Toni não conheço, excepto por aquilo que ouço. O Sancidino se for a jogar no escalão dele que é Juvenil B (05/03/1992) duvido que seja jogador capaz de fazer a diferença.

O Toumany é bom atleta, mas como jogador diria que a margem de progressão é muito pouca porque tecnicamente é um jogador mediano enquanto outros têm grande tecnicismo e com o tempo vão ganhar o corpo que lhes falta, desde que lhes deêm exactamente isso, tempo.

O Benfica tem muitos jogadores bons, mas esses 2 decididamente não me encantam.

Vejam bem quem são os jogadores de 1991 e 1993 que de uma época para a outra perderam espaço nas suas equipas e consequentemente na selecção.



André Figueiredo "


Gostava tambem de saber a sua opinião, se for possivel, de um tal Lassana dos juvenis ou juniores do Benfica.

Muito obrigado

 
At 14:48, Anonymous Anónimo said...

Lassana camará e o Ibrahim Rabiu são actualmente os maiores talentos estrangeiros a actuar em portugal!
E Estou para ver bacari pois consta que é craque ...agora os outros estrangeiros a actuar em portugal são so para tirar o lugar aos talentos portugueses.

 
At 16:10, Blogger André Figueiredo said...

"Bom dia, caro André.
Sou benfiquista mas costumo acompanhar as suas contribuições com grande frequência, reconhecendo-lhes grande qualidade.
Concordo consigo quando critica o excesso de jogadores estrangeiros no Benfica. Esta época, o plantel de juniores está inundado de matulões estrangeiros que estão a ameaçar o lugar de miúdos como o Carvalhas ou o Rosa (miúdos com qualidade e potencial, mas fisicamente mais fracos). Há uma clara aposta no "ganhar a qualquer custo".


Eu não posso estar a ser hipocrita e fazer de contas que estou a defender os interesses do Benfica, mas gosto de bons jogadores e a verdade é que comentários vindos de mim vão sempre ser mal interpretados porque eu sou Sportinguista, mas certos jogadores seria uma pena perderem-se só porque se está a diluir o produto com uma aposta excessiva em estrangeiros. Como diria o Oceano, eu não sou contra a aposta em estrangeiros, apenas aqueles de qualidade duvidosa.

Relativamente ao Carvalhas, duvido que lhe tirem o lugar, seria preciso vir um estrangeiro muito acima da média. Esse não me preocupa, excepto quando tiver que fazer a transição para os seniores.

Eu por exemplo não critico a vinda de alguém como o Demel (ao qual sinceramente não vejo grande margem de progressão) porque neste caso, tanto ele como o Wang Gang podem estar a tapar o Rui Ferreira, mas nesse caso estamos a falar de um jogador (RF) que já não me seduz como faz um AC11, RL5, MV, LP6, DS10 ou PE2 esses sim todos bons valores tal como é o Artur, o Nelson, o Ruben e num plano inferior o Campos, Graça e Pereira. A equipa não podia entregar a 9 a um RF de 1º ano sem perder alguma competitividade, mas apostas como Gang ou Demel não creio que sirvam para mais do que dotar a equipa de juniores de maior competitividade porque de resto duvido que esses 2 tenham lugar nos seniores de uma equipa do topo da tabela, tal como estou certo que algumas apostas de 1989 por parte do Sporting também vão ter muitas dificuldades para chegar aos seniores do clube, mas são necessários para dotar a equipa de maior equilibro (que não tinha quando foi ao Seixal) para que isso dê a tranquilidade necessária aos Rosados, Amados, Santos, Mendes, Vianas, etc para crescerem nuam equipa vencedora em vez de uma equipa que sofre muitos golos ou marca poucos.

"No entanto, acho que está a cometer uma injustiça relativamente ao Sancidino (Toni e Bacari ainda não vi jogar). O Dino não é fisicamente mais forte que, por exemplo, o Herlein (arrisco mesmo a dizer que o MHerlein é ligeiramente mais alto que o Dino)."

Malam, Bruma, Sancidino, Bacari e Herlein

Quase de certeza que o Herlein é mais alto que o Sancidino, não é por aí. O Toni já me disseram várias pessoas que ele é "martelado", se é ou se não é, isso já não sei dizer, aliás, nunca vi o jogador. Bacari já o vi jogar, tem técnica acima da média, mas distingue-se mais pela sua pujancia fisica.

"É um jogador rápido, tecnicamente evoluído, eficaz, inteligente, destemido e raçudo. Já agora, quando chamado a actuar pelos Juvenis B (como há 2 semanas), o Dino marcou um golo. Entrou ao intervalo e fez a diferença."

Concordo com tudo, embora dependa do que quer dizer com "técnicamente evoluído". Quanto a marcar um golo pelos Sub-16, sendo esse o seu escalão natural isso seria normal, mas pergunto então marcou contra quem? E volto a dizer, perguntem ao jogador qual é a sua idade. A menos que alguém o previna, ele vai dizer que tem 15. Experimentem sem receios.
É tecnicamente mais evoluído que o Toumany, mas menos do que um Valdomiro Lameira. Não vou dizer que não tem técnica, mas diria que acima de tudo se faz valer pela sua velocidade, oportunismo, posicionamento e de uma agressividade pouco comum num Iniciado.

Quando falamos de jogadores a jogar abaixo do seu escalão verificamos 3 injustiças:

1) Injusto para com o jogador que se pode andar a enganar a si próprio durante 2-3 anos e depois acaba a farsa.

2) Injusto para com os adversários que têm que lidar com adversários maiores, mas por outro prisma, obriga-os a crescer para lidar com esse desafio.

3) A maior injustiça de todas é para com os colegas de equipa que perdem o lugar para um jogador que eles sabem perfeitamente ser um "falsificado". Os miudos percebem logo, tal como os colegas do "Estrela" nos Infantis A percebiam, tal como os pais de todos estes jogadores também percebem o que se está a passar. Eu não desejo nada de mal aos Dinos, Estrelas Toumanys, etc, mas como posso ficar indiferente ao ver outros serem encostados quando estão no clube há mais tempo e ficam a perder com esta mudança estratégica por parte do clube que encosta os talentos para dar espaço aos com maior maturidade fisica? Vejam o que está a acontecer ao Herlein, Martim e Artur e de certa forma ao Miguel Rosa (que acompanho menos), alguém pensa ser impensável que o mesmo possa acontecer ao Rui Silva e Bruno Gaspar?

"Acredite quando lhe digo que é um erro colocar este jogador "no saco", sem atender à sua grande cultura técnica.
O Martim não tem (ainda) capacidade física para enfrentar os adversários que tipicamente actuam no nacional de iniciados, apesar de ser um excelente jogador. Acho mesmo que deixá-lo no banco é uma forma de o defender pois há muitas equipas que jogam com o Benfica na base da "porrada" e os adversários tendem a ser bem mais fortes do que o Martim, podendo causar-lhe estragos consideráveis."


Não posso discordar, mas nesse caso seria bom ele durante esta época actuar mais vezes pelos Sub-14 para continuar a evoluir.

Já agora, qual é o ponto da situação relativamente ao Fábio Lopes?

"Ainda assim, o Mister Bruno Lage continua a apostar tanto nele como no Tiago Silva (que deve ter menos de 1.50m), embora não os coloque no 11 inicial.
Saudações desportivas e continue o excelente trabalho em prol do futebol de formação português"


É sempre um prazer "discutir" com quem é sereno e sabe dialogar (e se preocupa com os miudos e não apenas com o clube).





"Gostava tambem de saber a sua opinião, se for possivel, de um tal Lassana dos juvenis ou juniores do Benfica."

Quando vi a equipa de Juvenis A do Benfica em Setembro fiquei claramente com a ideia de que ele era o melhor jogador dessa equipa, que a sua posição natural seria a 6, mas que se agarrava um pouco demasiado à bola. Se eu acho que ele é "martelado"? Não faço ideia, há quem diga que sim e quem diga que não, eu pela minha parte não tenho opinião. Se tiver realmente aquela idade, então é um jogador claramente acima da média comparado com outros de 1991. Se for 1 ou 2 anos mais velho já é menos impressionante porque teria de ser comparado com jogadores dessa idade e aí destoaria menos.

Lassana Camará e Pedro Mendes

Se formos a olhar para os juniores de 2º ano das equipas é possível presumir que A, B e C têm possibilidades de chegar aos seniores, mas isso é feito partindo do pressuposto que esses jogadores vão continuar a evoluir, já têm o talento e agora falta-lhes a maturidade fisica, mas vamos presumir que neste momento todos eles paravam de evoluir, quantos chegavam aos seniores? 1 ou 2 com muita sorte e nesse novo ambiente seriam jogadores medianos. Olho para um jogador como o Demel e não lhe reconheço grande espaço para crescimento na vertente fisica, é certo que poderá fazer muitos golos nos Sub-19, mas daqui por 1 ano ele terá evoluido em que aspecto? Se ele estagnou, está a um nível bom para os juniores, mas alguma vez com a sua actual capacidade ele é jogador para a equipa senior do Benfica? Eu não acho. Se evoluir tudo bem, mas isso parte de um pressuposto.





"E Estou para ver bacari pois consta que é craque ...agora os outros estrangeiros a actuar em portugal são so para tirar o lugar aos talentos portugueses."

E qual é suposto ser a idade dele? Se disserem que é Sub-14 as pessoas vão começar a rir-se da situação. Quanto ao resto, é muito relativo.

Herlein e Bacari

O Vinicius Golas e Weliton tiraram lugar a quem? Eles não serão superiores ao Jorge Abreu e Tiago Pedrosa na posição de defesas centrais? Não digo que sejam grandes craques, mas se forem melhores que os outros...

O Victor Hugo Golas tira o lugar ao André Martins e Nuno Silva porque é melhor, tal como seria aposta à frente do Pedro Miranda e tendo os 2 a mesma idade seria péssimo o Pedro ficar 2 anos parado.

Radut Mihai entrou para ser aposta para lateral direito na próxima época, pessoalmente não acho que seja um grande jogador pelo que vi até agora, mas o Sporting não tem nenhum LD de 1990.

Luís Páez é melhor que o Cacito e reune qualidades para a médio-longo prazo possívelmente ter uma carreira superior ao Cacito.

William Owuso é superior ao André Martins? Sinceramente como jogador não acho que seja (embora tenha outras caracteristicas) e neste caso acho que lhe está a tirar minutos de jogo, mas a subida do Adrien à titularidade dos juniores pode ter acontecido em Janeiro/Fevereiro de 2007, mas na verdade estava na agenda desde o Verão de 2006. A vinda do Owuso poderá ter sido vista como uma precaução porque a subida do Adrien em definitivo aos seniores também estaria a ser prevista e portanto queriam mais 1 jogador de 1989. Não me agrada a vinda de jogadores mais velhos que Juvenis A a menos que sejam excepcionais ou que exista uma lacuna a necessitar de ser suprida.

Rabiu penso ser uma aposta que não pode ser questionada.

Renato Neto, para mim é potencialmente um excelente jogador para ser moldado ao longo de 3 anos. Acho que veio adicionar qualidade, tal como o William que tem um enorme potencial



André Figueiredo

 
At 17:53, Blogger milton_filipe76 said...

Juvenis A (Sub-17)

Minutos de utilização após 17 jornada (1360 minutos):

Nuno Reis 1360 minutos.
William Carvalho (1992) 1162 minutos.
Januário Jesus 1137 minutos.
Ricardo Alves 1092 minutos.
Cedric Soares 1002 minutos.
Luís Almeida 981 minutos.
Ruben Luís 960 minutos.
Alexander Zahavi 854 mintuos.
Henrique Gomes 726 minutos.
Luís Oliveira 639 minutos.
Carlos André 626 minutos.
Jorge Bernardo 527 minutos.
Mário Rui 480 minutos.
Diogo Ribeiro 474 minutos.
Luís Carlos 462 minutos.
Bruno Silva 456 minutos.
Renato Neto 435 minutos.
Pedro Rodrigues 423 minutos.
João Figueiredo (1992) 400 minutos.
Sérgio Marakis 211 minutos.
Filipe Paiva 206 minutos.
Renato Santos 167 minutos.
Peter Caraballo (1992) 88 minutos.
Sérgio Simões 73 minutos.
Hugo Fernandes 15 minutos.
Miguel Serôdio (1992) 4 minutos.
João Santos (1992).



Marcadores:

Henrique Gomes, 13 golos.
Diogo Ribeiro, 10 golos.
Januário Jesus, 7 golos.
Alexander Zahavi, 5 golos.
William Carvalho, 4 golos.
Peter Caraballo, 3 golos.
Luis Carlos, 3 golos.
Cedric Soares, 2 golos.
Mario Rui, 2 golos.
Hugo Fernandes,1 golo.
Renato Santos, 1 golo.
Luís Almeida, 1 golo.
Renato Neto, 1 golo.
Pedro Rodrigues, 1 golo.



Indisciplina:

Januário Jesus: 2 Cartão Amarelo.
Ricardo Alves: 1 Cartão Amarelo.
Mário Rui: 1 Cartão Amarelo.
Sérgio Marakis: 1 Cartão Amarelo.

 
At 19:23, Blogger André Figueiredo said...

In Maisfutebol:

"O jogo de que Fábio e Rafael mais gostavam nas consolas era um Brasil-Manchester United, em que os dois jovens futebolistas das camadas jovens do Fluminense defendiam o «escrete» contra as grandes figuras do campeão inglês, Cristiano Ronaldo incluído. Quase dois anos depois, vão viver definitivamente para Inglaterra para representar os red devils, que os descobriram durante um torneio em Hong Kong.

Em 2006, começaram as visitas ao Manchester United para vários testes. Experiências de dez dias de três em três meses, e o regresso ao «Flu». Desta vez, os dois irmãos gémeos, laterais da selecção brasileira sub-17, não têm bilhete de volta reservado.

No entanto, os primeiros tempos foram difíceis, como contam à Globo: «Na primeira vez, não havia ninguém que falasse português, com excepção do Cristiano Ronaldo. O homem deu-nos muito moral. Dias depois, ligou-nos para dizer qual era o melhor lugar para mim e para o meu irmão e que ia fazer tudo para nos ajudar. Disse-nos para assinarmos o contrato depressa e irmos para lá», disse Rafael.

A apresentação oficial ainda não está marcada, mas os dois futebolistas já têm camisolas personalizadas no clube. Rafael usará o número 2, Fábio o 6. Quem disse que os sonhos não se concretizam?"





In "O Jogo":

"Filipe Soares Franco, Miguel Ribeiro Telles e Rita Figueira, presidente, vice-presidente e administradora (para a área jurídica) da SAD do Sporting, respectivamente, juntam-se hoje, na África do Sul, a Pedro Mil-Homens - também administrador da SAD - e Diogo Matos, director comercial e responsável pelo projecto Escola Academia Sporting, para examinar, em pormenor, a possibilidade de internacionalização da marca Academia naquele país africano, como O JOGO revelou na edição de ontem.

A partir de hoje e até sábado (os dirigentes voltam a tempo de presenciar o jogo com o Lagoa), serão debatidas condições financeiras, físicas e técnicas para o sucesso da operação. Investidores sul-africanos convidaram a SAD para analisar a viabilidade da expansão do projecto para um país onde, recorde-se, Manchester United e Ajax já montaram as suas escolas para detecção de talentos. O objectivo é que o projecto Escola Academia Sporting chegue aos cinco continentes."



André Figueiredo

 
At 19:30, Anonymous RmV said...

"Oh RMV: dou-te de borla o William Carvalho, o Renato Neto, o Ibrahim Rabiu e o William Owusu... Até podem ser mais velhos do que dizem, se quiseres...

Mas vais ter de me explicar o Rogério António, o Wagner Silva, o Fellipe Bastos, o Abdullaye Efall, o Ishmael Yartey, o Daúde Machude e o Orphée Demel dos Juniores; o Lassana Camara, Mamadou Djaló, Toumany Sambu, Silverio Camara, Paul Keita e Adul Silverio dos Juvenis; o Sancidino Silva, o Toni, o Bacari e o Estrela dos Iniciados...

Quanto aos anónimos que têm dado réplica ao André Figueiredo... No vosso contrato com o SLB não está lá uma cláusula em que vos proibem de fazer comentários "cá fora" sobre o que se passa dentro do clube? Assim como querem subir de treinadores-adjuntos para treinadores principais aí nesse clube? Ainda por cima, agora que as velhas glórias vão tomar conta de todas as equipas..."

Antes de tudo belo nick. Podias ser Pró-Adrien ou Pró-Januário, mas não foste pela facilidade... grande nick mesmo!

Obrigado, mas que cada um fique com os seus.

Não tenho nada que explicar o Rogério António pois nem jogador do Benfica é. E Ainda menos o Yartey, então se até o Sporting o queria... Então o Adul e o Toni é que faltava, que saiba já estavam a jogar em Portugal... se fossem brancos já os podia-mos contratar é?

Começamos por ordem invertida. Bacari, Dino... Ui, dois nos iniciados é demais! Devias seguir o exemplo do Sporting que... até só foi buscar mais jogadores ao estrangeiro para esse escalão. Os Manés, os Antoninhos são casos normais, mas Dinos e Bacaris não porque... olha porque sim. Temos que partir deste postulado para conversas sérias.

Citas-me quatro juvenis de segundo ano, e um de primeiro. Mas não me digas que é por serem africanos?! Se fossem brasileiros como o Renato, como o Nathan ou o Matheus já podia ser? Já nos acusam de pactuar com idades falsas... não vamos também brincar com as nacionalidades! A única verdade é que são reais mais valias. Só o Mamadu e o Keita ainda estão aquém do espectável. Mas repito, se o Mamadu fosse brasileiro já tinha direito a ser potencializado como o vosso Renato? Então se a vossa geração de 1991 é a recolha dos melhores jogadores nacionais onde é que vamos encontrar portugueses melhores? Piores não vale a pena digo-eu.

Sobre os juniores já escrevi, está na news anterior. Já admiti - e outros o admitirão facilmente - que há estrangeiros a mais, diria mesmo desnecessários nalguns casos. O caso do Daúde é um pouco especial, é moçambicano... há expectativas outras que futebolísticas à sua volta como podem compreender.

Contando com o Fillipe Bastos - e digo bem contando com ele porque não pode ser inscrito, logo é como dos milhares que passam à experiência - os juniores do Benfica fica com 11 estrangeiros. O Sporting tem quantos? Tem seis (se o calculo estiver exacto, e acho que sim)... e não conto o Rabiu e outros dois estiveram em vias de entrar na equipa. Wagner Silva, Abdulay, Fillipe Bastos e Yartey só entram nestas contas desde o inicio deste ano, ou seja até agora o Benfica competiu com MAIS UM (7 contra 6) - se tiram o Weliton das contas eu também posso tirar o Vlad e o Guido - estrangeiro do que o Sporting, que diferencia descomunal! O numero só não foi igual porque o Rabiu estava no Mundial e não conseguiram trazer o Lucas.

Deixem de tretas o Benfica nem deve ter muitos mais estrangeiros do que o Sporting, aliás o Sporting estrangeiros até os tem nos infantis e nas escolas. Querem nomes de jovens jogadores do Benfica de origem angolana e guineense para engrossar a nossa lista de estrangeiros? É só pedir.

 
At 20:57, Anonymous Anónimo said...

"não conseguiram trazer o lucas"...

é verdade, ele esteve em Alcochete apenas a realizar o estudo no Campo de Tiro para viabilizar o Aeroporto.

Proposta para o vosso plantel de infantis: Kaby... Acentaria que nem uma luva...

 
At 11:02, Blogger André Figueiredo said...

Convocatória de 16/01/08 para treino de triagem da Selecção Distrital de Lisboa de Sub-14:



Sporting Clube de Portugal (8):

Alexandre Guedes.
Diogo Leite.
Filipe Chaby.
Iuri Medeiros.
João Silva.
Nuno Malheiro.
Rui Bento.
Tobias Figueiredo.



André Figueiredo

 
At 12:26, Blogger André Figueiredo said...

In site oficial da FPF:

"Ilídio Vale, responsável pela Selecção Nacional Sub-18, divulgou os convocados para os dois jogos particulares que esta vai disputar frente à Dinamarca.

Para este duplo compromisso, o Treinador Nacional vai contar com 20 jogadores. O primeiro jogo tem lugar no dia 22, no Campo das Seixas, em Malveira, às 15h00, enquanto o segundo confronto vai ser realizado no Parque de Jogos do SU Sintrense, em Sintra, às 11h00.

Lista de convocados
Boavista FC: Ivo Pinto;
CF Est. Amadora: Vítor Pacheco;
CF "Os Belenenses": Alfredo Ribeiro e Tiago Almeida;
CS Marítimo: Rúben Ferreira;
FC Penafiel: Ricardo Ferreira;
FC Porto: Jorge Chula e Ruca;
GD Estoril: Aragão;
Rio Ave FC: Ricardo Martins;
SL Benfica: Abel Pereira, André Soares, David Simão,
João Pereira e Leandro Pimenta;
Vitória SC: Cristiano e Dinis.

Sporting Clube de Portugal (3): Diogo Amado, Diogo Viana e Pedro Mendes.




André Figueiredo

 
At 18:26, Blogger André Figueiredo said...

"Portugal volta a vencer

Quinta-Feira , 17 Janeiro 2008
Depois de na última terça-feira ter batido a Eslováquia por 5-0 – com golos de Rui Pedro (24’), Tiago Pinto (30’), Orlando Sá (59’), Fábio Paim (81’) e Yazalde (86’) –, em Santa Comba Dão, a Selecção Nacional Sub-20 voltou a vencer , em Tondela (Estádio João Cardoso). A Eslováquia marcou primeiro, mas a “equipa das quinas” soube responder levando a partida empatada para o intervalo, graças a um golo de Bruno Pereirinha. No segundo tempo, o jogo teve sentido único com Portugal a dominar e os eslovacos a tentarem criar perigo nos lances de bola parada. Fábio Paim resolveu a partida à passagem do minuto 54.

Empate ao intervalo

A partida de Tondela conheceu uns primeiros minutos divididos, com muita disputa na zona intermediária do terreno, mas aos 8 minutos Marek Kuzma ganhou um lance na esquerda a Carlos Alves e já de pouco ângulo ‘picou’ a bola para o fundo das redes à guarda de Pedro Trigueira.

Portugal procurava o empate, mas os eslovacos nunca se imiscuiriam de atacar, apesar de os jogadores lusos conseguirem levar mais perigo para junto da área adversária.

Jorge Monteiro, aos 18 minutos testou as qualidades do guardião Tomas Jenco que efectuou uma boa defesa para canto, após um remate forte e colocado do avançado português.

A ‘equipa das quinas’ insistia e aos 36 minutos chegou à igualdade. Fábio Paim, pela esquerda, cruzou para a área onde apareceu Bruno Pereirinha, oportuno, a cabecear para o 1-1.

Após o empate as equipas tentavam atacar com perigo, mas com pouco sucesso, contribuindo para tal o terreno “pesado” do Estádio João Cardoso.

Portugal dominou no segundo tempo

Os pupilos de António Violante entraram na segunda metade da partida com intenção de dominar o jogo e foi o que conseguiram fazer, não dando espaços à equipa contrária para se organizar.

Foi com naturalidade que, aos 54 minutos, Portugal se adiantou no marcador. Fábio Paim, assistido na perfeição por Jorge Monteiro na área, finalizou de forma brilhante “picando” a bola por cima do guardião eslovaco.

Os eslovacos tentaram criar perigo através de lances de bola parada, mas Pedro Trigueira, muito atento, resolveu sempre bem os problemas.

Aos 66 minutos, André Castro lança Fábio Paim que arrancou antes do meio campo, ultrapassou o guarda-redes contrário mas remate fez bola ir embater contra as malhas laterais. O ascendente luso intensificou-se e o controlo de jogo era absoluto.

Aos 75 minutos Yago Fernandez saiu com uma entorse no joelho direito

Aos 79 minutos, André Castro, após uma boa jogada envolvente do ataque português, tentou o “chapéu” a Tomas Jenco que efectuou a defesa da tarde.

Até ao final da partida, Daniel Candeias ainda teve uma boa oportunidade para marcar na área adversária mas o remate esbarrou no guarda-redes e a partida acabou por terminar com o marcador a registar o 2-1 para Portugal.

“Tirámos conclusões”

Tal como já havia afirmado, António Violante reforçou a ideia que “a Eslováquia é mais forte do que o demonstrou no jogo de terça-feira e provou-o no jogo de hoje. Nós entrámos mal no jogo, sofremos um golo, mas fomos ganhando supremacia com o passar do tempo e conseguimos o empate. ainda antes do intervalo. Na segunda parte conseguimos dominar e ganhar a partida. Podíamos ter marcado mais” analisou António Violante no final da partida.

O Treinador Nacional referiu ainda que “estes jogos foram dois bons testes onde pudemos observar todos os jogadores convocados. Ajudou-nos a tirar algumas conclusões para podermos continuar a chamar os melhores para os futuros compromissos”, concluiu.

Sub-20 disputam Torneio da Madeira em Fevereiro

A Selecção Nacional Sub-20 volta a concentrar-se no próximo mês de Fevereiro – entre os dias 11 e 15 – para disputar a 12ª edição do Torneio Internacional da Madeira juntamente com as selecções da Madeira, Finlândia e Turquia

FICHA DE JOGO
Jogo de Preparação – Selecções Sub-20
Estádio João Cardoso – Tondela

Árbitro: Vasco Santos (AF Porto)
Árbitros Assistentes: Alexandre Freitas e José Oliveira
4º Árbitro: Luís Caetano

PORTUGAL 2 – 1 ESLOVÁQUIA (1-1, ao intervalo)

PORTUGAL: Pedro Trigueira (GD Ribeirão); João Gonçalves (CD Olivais e Moscavide), Vítor Hugo (SC Maria da Fonte), Yago Fernandez (Valencia CF), depois [75’] Bura (GD Ribeirão) e Carlos Alves (CF ‘Os Belenenses’); André Castro (FC Porto), Bruno Pereirinha – CAP (Sporting CP), depois [59’] João Martins (SC Olhanense) e Ruben Saldanha (Padroense FC), depois [70’] Ivan Santos (Boavista FC); Fábio Paim (CD Trofense), Jorge Monteiro (GD Ribeirão), depois [67’] Daniel Candeias (Varzim SC) e Yazalde (Varzim SC), depois [67’] Orlando Sá (SC Maria da Fonte).

Suplentes não utilizados: Hugo Ventura (FC Porto), Luis Portela (Vitória FC Setúbal), Tiago Pinto (CD Olivais e Moscavide) e André Monteiro (Varzim SC).
Treinador Nacional: António Violante

Golos: Bruno Pereirinha (36’) e Fábio Paim (54’)
Disciplina: Nada a registar.

ESLOVÁQUIA: Tomas Jenco; Mikulas Toth (Peter Cogley, 60’), Michal Krajnik,Peter Janosik – CAP e Martin Juhar; Michal Kucera (Milos Lacny, 81’), Peter Katona (David Lesko, 81’), Kamil Kuzma e David Skutka; Jan Zapotoka (Filip Hlohovsky, 60’) e Marek Kuzma.

Suplentes não utilizados: Andrej Mundi e Michal Gallo.
Treinador: Stanislav Moravec

Golos: Marek Kuzma (36’).
Disciplina: Nada a registar."



André Figueiredo

 
At 19:04, Blogger André Figueiredo said...

In site oficial da FPF:

"Sub-19 enfrentam Turquia

Quinta-Feira , 17 Janeiro 2008

No quadro da preparação para a Ronda de Elite, Agostinho Oliveira, responsável pela Selecção Nacional Sub-19, divulgou os convocados para os dois jogos particulares frente à sua congénere euro-asiática.

Para este duplo compromisso, o Seleccionador Nacional de Juniores vai contar com 22 jogadores. O primeiro jogo tem lugar no dia 22, no Complexo Desportivo da Tocha, às 18h00, enquanto o segundo confronto vai ser realizado no Estádio Municipal de Cantanhede, dia 23, às 15h00.

Lista de convocados
Boavista FC: Ricardo Neves e Rui Raínho;
CD Aves: Miguel Vítor e Romeu Ribeiro;
CD Candal: Tiago Lopes;
CD Nacional: Carlos Pita;
FC Porto: André Pinto e Tengarrinha;
Olympique Lyonnais: Anthony Lopes;
Real SC: Helmut;
Rio Ave FC: Fábio Faria;
SC Braga: Pizzi e Stélvio Cruz;
SL Benfica: André Carvalhas, Miguel Rosa e Ruben Lima;
Vitória SC: Rabiola."

Sporting Clube de Portugal: Adrien Silva, André Santos, Diogo Rosado, Marco Matias e Wilson Eduardo.



André Figueiredo

 
At 21:01, Anonymous Mellaby said...

Parece que o nosso Paím jogou que se fartou!

Alguem que tenha visto ou saiba me pode falar sobre a exibição dele?

Abraços a todos

 
At 21:14, Anonymous Anónimo said...

Durante o Sporting-Benfica, o Nélson Oliveira parte o nariz ao Nuno Reis, capitão do Sporting e da Selecção, e não há ninguém que lhe dê um "abre-olhos" durante o estágio da selecção?

 
At 21:45, Anonymous Anti-Mawetes e Pepas said...

Juniores do Sporting:

Victor Golas
Vinicius Golas
Whelliton Matos
Radut Mihai
Rabiu Ibrahim
William Owusu
Luís Paez

O Whelliton e o Rabiu ainda não foram utilizados, o que nos deixa 5 estrangeiros.

Juniores do Benfica:

Rogério António
João Alberto
Wagner Silva
Vlad Chiriches
Airton Oliveira
Fellipe Bastos
Ishmael Yartey
Abdulaye Efall
Daud Machude
Wang Gang
Orphée Demel
Guido Abayian

Em 12 estrangeiros do plantel, apenas 4 não foram utilizados, o que nos deixa 8 utilizações.

Juvenis do Sporting:

Renato Neto
Nathan Bourdignon?
Matheus Coelho

O Matheus ainda não foi utilizado, o que nos deixa 1 estrangeiro utilizado.
O Nathan já era residente no nosso país antes de ser contratado.

Juvenis do Benfica:
Lassana Camara
Mamadou Djaló
Abdel Vieira?
Toumany Sambu
Silverio Camara
Paul Keita
Adul Silverio?

Acho que o Keita não foi utilizado, o que nos deixa 4 estrangeiros.
O Abdel e o Adul já residiam em Portugal quando foram contratados. Não esquecer o Aurélio Silvério também, que está emprestado ao Odivelas.

Iniciados do Sporting:
Paulo Silva?
Wilker Bolonha
Altair Júnior?
Carlos Mané?

o Wilker ainda não foi utilizado e os restantes já eram residentes no nosso país.
Antoninho Silva, Bruno Mendonça e Bruma já não fazem parte das equipas do Sporting.

Iniciados do Benfica:
Sancidino Silva
Bacari
Toni?
Estrela?

Toni e Estrela já eram residentes em Portugal, o que nos deixa 2 estrangeiros.

Sporting: 14 estrangeiros, sendo que 4 já residiam em Portugal antes de serem contratados.

Benfica: 23 estrangeiros, sendo que 4 já residiam em Portugal.

Isto deixa-nos numa desvantagem de 10 para 19.

É melhor levares a conversa para outro tipo de assunto, RMV...

 
At 23:05, Anonymous Anónimo said...

Antoninho Silva, Bruno Mendonça e Bruma já não fazem parte das equipas do Sporting? Onde estão?

 
At 23:20, Anonymous RmV said...

Podemos falar das datas de nascimento falsas, sempre é um assunto original.

Prontos, se já residiam em Portugal ou já não fazem parte dos quadros do clube já não digo não!

E para quê? Se os rapazes por serem guineenses ou angolanos no Benfica são africanos, se forem angolanos do Sporting são potenciais portugueses.

O Fillipe Bastos fica bem na lista, afinal nem pode ser inscrito. O próximo estrangeiro à experiência no Sporting quero-o ver na contagem. O João Alberto também já residia em Portugal. O Rogério António não conhece, não temos nenhum atleta desse nome... já tivemos (como o Sporting já teve o Antoninho e o Mendonça - este e o Bruma tinha-me esquecido), neste momento não.

Mesmo partindo dum total de 23, 8 deles chegaram neste mercado... ou seja eram 15 no inicio da época. Para os 14 do Sporting, admito é uma diferencia impressionante. Não disse que o Benfica não tinha mais estrangeiros, disse que no inicio da época estava nivelado, dando o exemplo dos juniores... obrigado por e teres demonstrado que isso se estende a todos os escalões afinal.

Para minha informação, e sem outros pensamentos, o Altair Junior não tinha vindo do Ponte Preta?

 
At 05:00, Blogger André Figueiredo said...

Equipa de Juniores (Sub-19), após 18 jornadas (1620 minutos):

Jorge Abreu (1989): 1506 minutos.
André Santos (1989): 1461 minutos.
Marco Matias (1989): 1371 minutos.
Rui Figueiredo (1989): 1319 minutos.
Wilson Eduardo (1990): 1274 minutos.
Vivaldo Arrais (1989): 1106 minutos.
Vinicius Golas (1989): 1090 minutos.
Bruno Matias (1989): 1058 minutos.
Tiago Pedrosa (1989): 1030 minutos.
Diogo Rosado (1990): 852 minutos.
Vítor Hugo Golas (1990): 810 minutos.
André Filipe Martins (1989): 810 minutos.
Adrien Silva (1989): 773 minutos.
Diogo Amado (1990): 655 minutos.
Pedro Mendes (1990): 596 minutos.
Diogo Viana (1990): 450 minutos.
Radut Mihai (1990): 380 minutos.
Luis Páez (1989): 361 minutos.
Michael Santos (1990): 360 minutos.
William Owuso (1989): 514 minutos.
André Renato Martins (1990): 156 minutos.
Cédric Soares (1991): 27 minutos.
Januário Jesus (1991): 10 minutos.
David Santos (1989):
Nuno Silva (1990):
Nuno Reis (1991):
Mário Rui (1991):
Sérgio Marakis (1991):

(28 jogadores convocados, 23 utilizados).



Marcadores:

Marco Matias: 14 golos.
André Santos: 11 golos.
Wilson Eduardo: 9 golos.
Bruno Matias: 9 golos.
William Owusu: 5 golos.
Luís Páez: 4 golos.
Diogo Viana: 4 golos.
Vivaldo Arrais: 4 golos.
Diogo Rosado: 4 golos.
Adrien Silva: 2 golos.
André Renato Martins: 2 golos.



Indisciplina:

Pedro Mendes: 4 Cartões amarelos, 1 vermelho.
Rui Figueiredo: 5 Cartões amarelos.
Bruno Matias: 2 Cartões amarelos, 1 vermelho.
Adrien Silva: 3 Cartões amarelos.
André Santos: 1 Cartão amarelo.
Diogo Amado: 1 Cartão amarelo.
Jorge Abreu: 1 Cartão amarelo.
Diogo Rosado: 1 Cartão amarelo.



André Figueiredo

 
At 05:40, Blogger André Figueiredo said...

Equipa de Iniciados A (Sub-15), após 16 jornadas (1120 minutos):

Paulo Silva: 914 minutos.
Tiago Bragança: 906 minutos.
João Mário Eduardo: 900 minutos.
Hugo Airosa: 840 minutos.
Manuel Dias: 808 minutos.
Rodolfo Simões: 753 minutos.
Altair Júnior: 722 minutos.
Alberto Coelho: 699 minutos.
Mateus Fonseca: 641 minutos.
Thomas Ravera: 622 minutos.
Ruben Freitas: 604 minutos.
Bruno Cardoso: 589 minutos.
Afonso Figueiredo: 507 minutos.
Rafael Veloso: 490 minutos.
Ricardo Esgaio: 477 minutos.
Ricardo Pereira: 366 minutos.
João Gomes: 350 minutos.
Alexandre Costa: 319 minutos.
Adriano Cardoso: 280 minutos.
Tiago António: 123 minutos.
Tiago Montez: 105 minutos.
Tiago Morgado: 102 minutos.
Alexandre Guedes (1994): 76 minutos.
Filipe Macário: 70 minutos.
João Carlos: 57 minutos.
João Silva (1994):

(26 jogadores convocados, 25 jogadores utilizados).




Marcadores:

Alberto Coelho: 13 golos.
Altair Júnior: 10 golos.
Mateus Fonseca: 10 golos.
Tiago Bragança: 6 golos.
João Mário Eduardo: 4 golos.
Alexandre Guedes: 3 golos.
Afonso Figueiredo: 3 golos.
Paulo Silva: 2 golos.
Rodolfo Simões: 2 golos.
Hugo Airosa: 2 golos.
Thomas Ravera: 1 golo (e 1 auto-golo)
Manuel Dias: 1 golo.
João Carlos: 1 golo.
Ricardo Esgaio: 1 golo.
Alexandre Costa: 1 golo.




Indisciplina:

Altair Júnior: 2 cartões amarelos.
Tiago Bragança: 1 cartão amarelo.
Hugo Airosa: 1 cartão amarelo.
Ricardo Esgaio: 1 cartão amarelo.
João Mário: 1 cartão amarelo.



André Figueiredo

 
At 09:32, Anonymous Anónimo said...

"Para minha informação, e sem outros pensamentos, o Altair Junior não tinha vindo do Ponte Preta?"

Sim, mas não foi o Sporting que o foi lá buscar, o Sporting não o conhecia e nem sequer observa jogadores em idade de infantis no estrangeiro.

Ele emigrou para Portugal, tal como acontece com muitos brasileiros. Depois como no Brasil jogava futebol, cá tentou arranjar também um clube para o fazer. Alguém que o viu jogar à bola alertou um olheiro do Sporting e ele foi a Pina Manique fazer testes.

É assim a história dele.

 
At 10:34, Anonymous Anónimo said...

Só um esclarecimento.

O Carlos Mané apesar de ter passaporte guineense, nasceu em Portugal na freguesia de São Sebastião da Pedreira.

E o Altair veio residir para Portugal para jogar no Sporting.

 
At 11:34, Blogger André Figueiredo said...

Que eu saiba, a mãe do Junior trabalhava para o Senhor Gonzaga e certo dia ou ele viu o miudo ou a mãe disse-lhe que o seu filho jogava à bola e o senhor quando o conheceu perguntou se ele queria ir fazer testes, mas o Junior alertou desde logo que jogava futebol, mas que "era mesmo muito bom". Foi fazer testes e ficou mesmo.

O meu barbeiro que sabe estas estórias todas (pois corta o cabelo a muita gente no SCP) contou-me isto 2 anos atrás e o Junior diz que é verdade.

O Junior não veio para Portugal por causa do Sporting, ele estava cá com a mãe e foi devido a uma coincidência feliz que foi parar ao clube.



Nome: Altair Moreira de Sousa Júnior.
Data de nascimento: 19 de Agosto de 1993.
Posição: Médio centro, extremo ou avançado centro.
Pé dominante: Direito.
Clube anterior: Ponte Preta.
Altura: 1,70.
Peso: 60 Kgs.
Natural do Ji-Paraná (Brasil).
Nacionalidade: Brasileira.



Já agora, 2 coisas que acho que posso revelar:

1) O Junior gostava de vir a representar a Selecção Portuguesa.

2) Ele não nasceu "Leão", mas acreditem que ele é mesmo Sportinguista e adora ganhar ao Benfica.



André Figueiredo

 
At 12:27, Blogger dandy said...

No DN Sport de hoje:

«
Vinícius avaliado pelo Benfica


Chama-se Vinícius, tem 17 anos, é brasileiro e está a aguçar a cobiça de vários clubes europeus, pelos golos que tem marcado pelo Taboão da Serra na Copa São Paulo, uma prova sub-19 muito observada por diversos olheiros.

Segundo o DN sport apurou, o Benfica encontra-se entre os interessados neste avançado de frágil compleição - 1,70 metros, 68 quilos -, a quem muitos auguram um futuro radioso, quanto mais não seja por ter um estilo de jogo muito parecido com o de Romário.

O presidente do Taboão da Serra, Eduardo Nóbrega, disse ao DN sport que, para além do Benfica, também o Sporting fez uma sondagem pelo atleta: "É verdade, posso confirmar, que Benfica e Sporting nos contactaram depois de terem avaliado o desempenho do Vinícius. Mas foram apenas sondagens."

No entanto, se o Benfica, apurou o DN sport, está a equacionar a possibilidade de avançar para o futebolista, por o considerar muito talentoso, já em Alvalade, pelas informações recolhidas pelo nosso jornal, não parece que Vinícius desperte muito interesse.

Na Luz existe mesmo algum material sobre o dianteiro, sendo crível que venham a existir desenvolvimentos, sabe o nosso jornal.

"Não queremos fazer leilão, mas, como temos sido contactados por diversos clubes europeus, vamos ter de fixar um valor pelo passe do Vinícius nos próximos dias", avisou Eduardo Nóbrega, sem querer confirmar o montante de 8 milhões de dólares (cerca de 5,5 milhões de euros), mas muito pronto a dizer que "clubes espanhóis, italianos e ingleses querem começar a negociar".

Vinícius começou a destacar-se num pequeno clube chamado Clube Pequeninos do Jockey, o mesmo que teve nas suas fileiras o agora merengue Júlio Baptista. O Taboão da Serra é um clube com jogadores emprestados por empresários que querem colocar na vitrina - leia-se Copa São Paulo - os jovens futebolistas. Vinícius não foge à regra, sendo representado pelo antigo futebolista do Vasco da Gama Bismarck.»

 
At 13:43, Blogger André Figueiredo said...

In "O Jogo":

"O Sporting vai, tudo o indica, assinar um protocolo com investidores sul-africanos para edificar uma Academia no país que acolherá o Mundial'2010. Tal acto insere-se na estratégia para expandir o projecto Escola Academia.

Neste âmbito, Pedro Mil-Homens, administrador da SAD, Diogo Matos, director comercial da Academia, e Paulo Cardoso, um dos elementos do "scouting" do clube, já se encontram em Bloemfontein, capital judicial da África do Sul, há alguns dias, numa primeira fase para ver condições de implantação, depois para delinear os parâmetros do acordo que deverá ser formalizado em breve. Soares Franco e Ribeiro Telles, respectivamente, presidente e vice-presidente da SAD leonina, deveriam ter viajado anteontem para África do Sul, mas, devido a problemas na ligação aérea entre Madrid e Joanesburgo, a deslocação acabou por não se concretizar, ficando a visita adiada para a data em que, em princípio, se procederá à assinatura do protocolo."





P: É benfiquista?

Simulão Sabrosa: Sou. Aprendi a gostar do Benfica. No início não foi fácil, devido à ligação ao Sporting, mas aprendi a gostar e tenho um grande carinho pelo Benfica.


P: Não se sente dividido?

Simulão Sabrosa: Tenho um respeito enorme pelo Sporting, um clube que também foi muito importante na minha carreira profissional e onde estão pessoas fantásticas, como o senhor Aurélio Pereira, o Mário Lino, o próprio treinador-adjunto do Paulo Bento, o Carlos Pereira, com quem falo muitas vezes, e o Paulinho. Tenho uma óptima relação com eles e sei que nunca duvidaram do meu profissionalismo. Respeito o Sporting, gosto do Sporting, mas neste momento o Benfica é meu clube.


P: Qual era o seu clube em criança?

Simulão Sabrosa: Era do Sporting. Fui com 13 anos para o Sporting e era esse o meu clube.

(há quem me garanta que o Suinão quando chegou ao Sporting era Portista).



André Figueiredo

 
At 18:44, Anonymous Anónimo said...

O Antoninho Silva, o Bruno Mendonça e o Bruma já não são do sporting?

 
At 20:28, Blogger André Figueiredo said...

"O Antoninho Silva, o Bruno Mendonça e o Bruma já não são do sporting?"

Neste momento não estão no Sporting, mas continuam a ser activos do clube e vão regressar eventualmente.




In Maisfutebol:

"Fábio Paim vai jogar no Paços de Ferreira até final da época. O acordo para a cedência do extremo foi alcançado esta sexta-feira, com o Sporting a ceder os direitos desportivos do jovem internacional até final da presente época.

Este é o primeiro ano de sénior de Fábio Paim que tem jogado pelo Trofense, mas o acordo de empréstimo ao clube da Liga Vitalis contemplava uma possível saída em Janeiro para um clube da Bwin Liga. O interesse dos pacenses no extremo fez com que Paim rescindisse o empréstimo com o Trofense para de seguida assinar contrato com o Paços de Ferreira, facto que ocorreu na tarde desta sexta-feira."



In "A Bola":

"O Sporting chegou a acordo com o Paços de Ferreira para ceder até ao fim da presente temporada o jovem internacional português Fábio Paim.

Fábio Paim, que defendia as cores do Trofense, da Liga de Honra, foi «promovido» e terá a possibilidade de mostrar o seu valor no principal escalão do futebol nacional."



André Figueiredo

 
At 00:52, Blogger dandy said...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
At 11:31, Blogger milton_filipe76 said...

Infantis VII:

Belenenses 0-3 Sporting Clube de Portugal


Informações de André Figueiredo

 
At 13:01, Anonymous Anónimo said...

epá por muitas cenas que o sabino diga e que não concordamos, é má onda entrar pelo insulto fácil... ou então ha outra razão...mas acho má onda este blog ir por esse caminho. Ignorem o que ele diz e escreve, vivam o sporting e esqueçam os outros. temos tantos assuntos para poder discutir, escusamos de perder tempo a discursar sobre a vida de uma pessoa que, tal como nós, é apenas adepto de um clube (neste caso que não o nosso). Se isto continuar, adivinho que depois vem a resposta do outro lado e vice-versa.

Take care!

 
At 13:52, Anonymous Anónimo said...

Os escolas A do Sporting é que jogaram com os Infantis de 1º ano do Belenenses.

 
At 14:08, Anonymous Anónimo said...

o anónimo das 13:01 tem toda a razão. Não entremos nesse caminho porque senão isto parece um jardim escola

 
At 14:16, Blogger André Sabino said...

Boa Tarde.

Primeiro que tudo devo dizer que concordo com o comentário do último anónimo, pois vai ao encontro do que eu penso relativamente a tudo isto. Ao ler este comentário uns meses atrás, nem me dei ao trabalho de ir falar com o André Figueiredo porque sabia que ele teria o bom senso de o apagar. E assim o fez. Hoje, volto a ler estes insultos extremamente caluniosos para com a minha pessoa. Eu tenho uma vida, e a minha vida está longe de ser baseada em jogos de jovens ou em relação ao nome Benfica. O nome Benfica é um sentimento inexplicável, assim como muitos de vocês amam o Sporting, mas nada justifica este tipo de acções.

Antes de tudo, podem-me criticar e dizer o que quiser. No fundo, a rivalidade no Desporto engloba tudo isto. Podem fazer o que quiserem, mas uma coisa ultrapassa todos os limites: Vida privada. E isso é entrar na minha vida privada, é ofender-me da forma mais bárbara que pode haver. Constatei que ainda não tinha sido apagado o comentário, e fui falar com o André. Fiquei triste com o que ele me contou relativamente aos seus planos futuros, e fui obrigado a pedir-lhe para retirar este comentário pois isto não seria nada prestigiante para o blog em questão, que tão grande contributo dá ao futebol de formação em Portugal. Disse ainda que em caso EXTREMO, e de as pessoas envolvidas neste projecto continuarem com este tipo de atitudes, seria obrigado a falar com o Google (e se não chegar não permitirei que a minha vida privada continue a ser assim violada), pois isto são coisas que me ultrapassam e que não consigo perceber como se fazem acusações fáceis de forma bárbara como aqui se viram.

E para os comentários que virão, desafio qualquer pessoa DEVIDAMENTE IDENTIFICADA a dizer em que circunstância alguma vez leram, da minha parte, uma acusação pessoal a qualquer que seja a pessoa deste blog, ou de qualquer outra forma ligada ao nome Sporting.

Sem mais a dizer,

André Sabino.

 
At 14:31, Blogger Regio said...

Dandy este tipo de comentários e de atitude em nada contribui para a qualidade que sempre houve neste blog.

Ao criticares essa determinada pessoa estás a descer ao mesmo nível, ou até mais baixo, recorrendo ao insulto fácil ao invés da crítica construtiva.

Sou frequentador assíduo deste blog há muito tempo, tendo contribuído com algumas coisa, e sempre vim aqui por ver opiniões isentas e esclarecidas sobre os jogadores e as equipas dos escalões de formação do meu clube: o Sporting. Nunca vim aqui em busca de quezílias ou opiniões sobre determinadas pessoas que tem a mesma paixão que nós com outras cores apesar de vividas de forma diferente da nossa.
Sempre procurei aqui informação sobre jogos, jogadores e técnicos e apenas isso ...

Tirando meia dúzia de intervenções de alguns anónimos, prontamente resfriadas, as opiniões e ideias trocadas neste espaço sempre foram em prol da informação e da discussão saudável. Ao entrar no insulto pessoal estamos a entrar por um caminho com o qual não me identifico e em nada contribui para o aumento de qualidade deste espaço.

Cumprimentos, Regio.

 
At 15:00, Blogger milton_filipe76 said...

18ª jornada do Campeonato Nacional de Juvenis (Sub-17/Juvenis A):

Clube Académico Fundão Vs Sporting Clube de Portugal

Onze leonino:

1 - João Figueiredo.
2 - Carlos André.
3 - Miguel Serôdio.
4 - Ricardo Alves (Capitão).
5 - Pedro Rodrigues.
6 - Luís Almeida (sub-Capitão).
7 - Luís Oliveira.
8 - Sérgio Marakis.
9 - Diogo Ribeiro.
10 - Renato Neto
11 - Sérgio Simões.

Suplentes:

12 - Ruben Luís.
13 - Bruno Silva.
14 - Januário Jesus.
15 - Jorge Bernardo.
16 - Luís Carlos.
17 - Peter Caraballo.
18 - Henrique Gomes.

 
At 16:38, Blogger Goyaaté said...

Concordo em absoluto com o Regio, foi o quadro rigoroso do que este espaço sempre significou para mim.

Qd um colaborador deste blog(dandy, nem sei de onde é que este apareceu) munido de enormes responsabilidades tem uma atitude destas, então a reputação deste blog para mim acabou.

É a atitude completamente oposta à que o André Figueiredo sempre defendeu aqui neste espaço...inacreditável.

Para onde caminhas Luso Football???

O Sabino teve a titude correctissima, fez a defesa da sua honra sem descer ao nível de quem o atacou e aí está a grande dignidade e chapada de luvas brancas.

Tb não concordo com muita coisa que o Sabino diz, mas qd tenho alguma coisa para lhe dizer, vou ao blog dele(sempre identificado) como já aconteceu por algumas vezes e confronto-o em troca de ideias, ao qual ele sempre me respondeu.

Hoje é um dia triste na história deste blog!!!

 
At 16:49, Anonymous Anónimo said...

metam todos a viola dentro do saco e vão para casa, malandros!

 
At 16:59, Blogger milton_filipe76 said...

18ª jornada do Campeonato Nacional de Juvenis (Sub-17/Juvenis A):

Clube Académico Fundão 0-3 Sporting Clube de Portugal (resultado final)

Golos:

Sérgio Simões
Miguel Serôdio
Peter Caraballo


Substituições:

Sai Sérgio Marakis e entra Peter Caraballo
Sai Ricardo Alves e entra Jorge Bernardo
Sai Diogo Ribeiro e entra Henrique Gomes

 
At 17:12, Anonymous Jonhy Alvez said...

Juniores (resultados finais):

Nacional 0-3 Sporting

Atlético 2-2 Benfica

Classificação:
1º Benfica 47
2º Sporting 47

 
At 17:54, Blogger milton_filipe76 said...

"E. Amadora: Celestino estreia-se e pode ser titular

Daúto Faquirá admitiu este sábado que o médio Celestino, reforço de Inverno do clube, pode ser titular já este domingo na recepção ao Sp. Braga. O Estrela da Amadora enfrenta os bracarenses este domingo, pelas 15 horas, na quinta eliminatória da Taça de Portugal.

«O Celestino integrou-se muito bem e, se a semana passada disse claramente que ele não ia ser titular, hoje posso dizer que para o jogo de amanhã (domingo) há essa possibilidade», referiu Faquirá, em conferência de imprensa, referindo-se ao médio que estava no Estoril e cujo passe pertence ao Sporting. O ex-junior Adul também se estreia nas escolhas do treinador de origem moçambicana, que não pode contar com Nélson, Hugo Carreira e Fábio. "

http://www.maisfutebol.iol.pt/noticia.php?id=905439&div_id=1441

 
At 17:56, Blogger milton_filipe76 said...

"Juniores: Nacional, 0 – Sporting, 3

Na deslocação à Madeira, para defrontar o Nacional, em jogo a contar para a 19.ª jornada do campeonato, o Sporting venceu por 3-0. Wilson Eduardo, Marco Matias e André Santos marcaram os tentos «leoninos».

Os pupilos de José Lima entraram muito bem na partida, trocaram bem a bola e aproveitaram os flancos para criarem jogadas de perigo para a baliza madeirense.

O primeiro tento chegou com naturalidade e os «leões» continuaram a dominar a partida, tendo chegado ao intervalo a vencer por 2-0. No segundo tempo a toada de jogo manteve-se, o domínio continuou a pertencer à equipa «verde e branca».

André Santos fechou a contagem e apesar de terem vencido por três golos sem resposta, os «leões» podiam ter saído da Madeira com uma vantagem mais dilatada, não fora terem desperdiçado algumas ocasiões de golo.

Vitória sem contestação do Sporting, que na próxima semana defronta o Belenenses.

Texto: Andreia Alexandre"


http://www.sporting.pt/Academia/Noticias/noticiasacademia_futjunnacionalscp_190108_40368.asp

 
At 17:56, Anonymous Johny Alvez said...

golos dos juniores:

Marco Matias (2)
André Santos

 
At 18:15, Anonymous Anónimo said...

Golo, Abel

Sporting, 2 Lagoa, 0

 
At 19:00, Blogger milton_filipe76 said...

"Juvenis: Fundão, 0 – Sporting, 3

O Sporting regressou às vitórias no Nacional de juvenis, vencendo no terreno do Fundão por 3-0. Os «leões» foram sempre superiores em termos individuais e colectivos e chegaram à vantagem no minuto 25, através de Sérgio Simões.

O Fundão tentou responder em contra-ataque, mas apenas conseguiu incomodar a formação de Luís Dias em lances de bola parada. Após o intervalo, o Sporting adoptou uma postura mais ofensiva (Peter Caraballo entrou para o lugar de Sérgio Marakis), mas seria o central Miguel Serôdio a marcar o segundo golo, na sequência de um livre lateral cobrado por Sérgio Simões. Os «leões» criaram inúmeras situações para ampliar o score, e na melhor jogada da etapa complementar fecharam a contagem, num lance finalizado por Peter Caraballo.

Na próxima jornada os juvenis do Sporting recebem o Alverca na Academia Sporting/Puma.

Texto: Sandro Baguinho"


http://www.sporting.pt/Academia/Noticias/noticiasacademia_futjuvfundaoscp_190108_40376.asp

 
At 14:13, Blogger milton_filipe76 said...

"Iniciados: Sporting, 9 - Seixal, 0

O Sporting goleou o Seixal por nove golos sem resposta, confirmando o apetite voraz dos «leões» no Nacional de iniciados. Os «leões» souberam ser uma equipa muito sólida nas transições e não desaceleraram o ritmo de jogo, mesmo depois de estarem a vencer o último classificado por números esclarecedores.

A formação de Luís Gonçalves foi sempre muito empreendedora e Tiago Bragança foi o primeiro a assustar o Seixal com um forte remate à barra. O esquerdino assumiu as despesas da finalização, bem secundado por Esgaio e João Carlos, mas o guarda-redes do Seixal ia defendendo o que podia – até porque os «leões» eram algo precipitados na finalização. Só que aos 21 minutos, Tiago Bragança finalmente marcou, após assistência de Thomas Ravera na grande área. Pouco depois, a os «leões» voltaram a acertar na trave, num belo remate do defesa-direito Bruno Cardoso. O Seixal tentava sair do sufoco «leonino» e lá conseguiu um remate à passagem da meia hora, mas no lance imediato o Sporting chegou ao segundo golo, numa rápida jogada finalizada por Ricardo Esgaio.

No recomeço o Sporting entrou a todo o gás, começando o festival de Alberto Coelho. O avançado fez o terceiro, e o quinto, e a permeio ainda tive tempo para, numa bela jogada à linha, oferecer o 4-0 a João Carlos.
A veia goleadora de "Betinho" não terminou sem que antes alcançasse o hat-trick, aproveitando uma defesa incompleta de Filipe. O Seixal, que já tinha realizado várias alterações, não encontrou argumentos para voltar a incomodar a baliza sportinguista – o recém entrado João Gomes nem teve tempo para aquecer as luvas – e sofreu o sétimo tento após mais um “petardo” de Tiago Bragança.
A quatro minutos do fim Alberto Coelho marcou o mais belo golo do jogo, com um remate cruzado de fora da área e, nos descontos, na sequência de um pontapé de canto directo, cobrado por João Mário, o guarda-redes do Seixal segurou mal a bola e sofreu o nono golo.

Na próxima jornada os «leões» recebem o Oeiras na Academia Sporting/Puma.

Texto: Sandro Baguinho
Fotos: Pedro Cruz"


http://www.sporting.pt/Academia/Noticias/noticiasacademia_futiniscpseixalcro_200108_40389.asp

 
At 15:54, Blogger Regio said...

Celestino está a jogar a titular pelo Estrela da Amadora frente ao Braga a contar para 5ª eliminatória da Taça de Portugal.

Pelo que tenho estado a ler e a ouvir, Celestino, está a realizar uma boa exibição.

O Estrela está a ganhar por 1-0 desde os 7' com um golo de Mateus de penalti.
O Braga joga com menos um jogador devido à expulsão de Rodriguez aos 43'.

O jogo está agora no intervalo.

 
At 16:42, Anonymous zé fino said...

o sporting nao vai emprestar nenhum atleta para colmatar as saidas do celestino e do paim do estoril e do trofense?? acho q o andre santos e o marco matias ja mereciam uma promoção e esta oportunidade seria ideal para os emprestar

 
At 16:44, Anonymous Anónimo said...

o sporting nao vai emprestar nehum jogador ao estoril e ao trofense para colmatarem as saidas do celestino e do paim?? acho q o andre santos e o marco matias ja merecem uma promoção e esta seria a oportunidade perfeita para eles.

zé fino

 
At 16:51, Anonymous Anónimo said...

Sub 16
Torreense-Sporting (1-4)

Ricardo Chaínho
Flaviano Rosa
André Oliveira
Josué Sá
Leandro Albano
Tiago Feiteira
Sérgio Duarte (Tiago Rodrigues)
Diogo Freitas (Mauro Antunes)
João Couras (Nathan Bourdignon)
Ariclene Oliveira (Daniel Pereira)
Danilo Serrano (Tiago Cerveira)

Golos:
André Oliveira
João Couras
Tiago Feiteira
Sérgio Duarte

 
At 16:56, Blogger Regio said...

Celestino saiu aos 71' e fez uma boa exibição, segundo o que li (nos jornais) e ouvi (no rádio).

 
At 17:07, Blogger milton_filipe76 said...

19ª jornada do Campeonato Nacional de Juniores (Sub-19)

Clube Desportivo Nacional 0-3 Sporting Clube de Portugal


Onze leonino:

André Filipe Martins

Tiago Pedrosa
Jorge Abreu
Vinicius Golas
Rui Figueiredo

André Santos
William Owuso
Diogo Rosado

Marco Matias
Wilson Eduardo
Vivaldo Arrais


Substituições:

Sai Diogo Rosado e entra Diogo Amado
Sai Vivaldo Arrais e entra André Renato Martins
Sai Wilson Eduardo e entre Diogo Viana


Suplentes não utilizados:

Victor Hugo Golas
David Santos
Michael Santos
Radut Mihai

 
At 18:44, Blogger milton_filipe76 said...

17ª jornada do Campeonato Nacional de Iniciados (Sub-15/Iniciados A).


Sporting Clube de Portugal 9-0 Seixal Futebol Clube


Onze leonino:

1 - Rafael Veloso

2 - Bruno Cardoso.
3 - João Mário Eduardo.
4 - Thomas Ravera.
5 - Rodolfo Simões.

6 - Manuel Dias
8 - Hugo Airosa.
10 - João Carlos.

7 - Ricardo Esgaio.
9 - Alberto Coelho.
11 - Tiago Bragança.


Substituições:

Sai Rafael Veoso e entra João Gomes.
Sai Bruno Cardoso e entra Ruben Freitas.
Sai Hugo Airosa e entra Alexandre Costa.
Sai Manuel Dias e entra Paulo Silva.


Golos:

Tiago Bragança (2)
Ricardo Esgaio
Alberto Coelho (4)
João Carlos

 
At 20:06, Anonymous Anónimo said...

é um bocado estranho o que está a acontecer com este blog... o André deixou de contribuir? É que já nem o nome dele aparece... acho que ficava bem uma clarificação para todos percebermos o que se passa, tb relativamente ao que aqui foi escrito ontem...

 
At 21:38, Anonymous Anónimo said...

Relativamente ao tema AJunior, está tudo mal. O teu barbeiro corta cabelos mas inventa histórias.

Nem a mãe trabalhava para o Gonzaga. Trabalhava para alguém ligado ao Universo Sporting, mas não foi por essa pessoa que ele fez os testes. Ou melhor, o teste. E a primeira vez que o Junior jogou à bola em Portugal foi já em Pina Manique.

E não foi coincidência ir parar ao SCP. foi lá parar porque houve alguém sportinguista a quem foi dito que o rapaz jogava futebol no Brasil e gostava de continuar a jogar cá.

Mas a história do barbeiro é mais engraçada para "futura lenda urbana".

Abraços.

 
At 13:53, Blogger benficaemformacao@hotmail.com said...

O antoninho e os outros jogadores têm ligação até final desta época apenas?

cumprimentos

 
At 14:31, Anonymous Anónimo said...

Caros,

Acho todo este imbróglio risível. Se percebi bem o André Sabino diz que vai mover esforços junto da Google para que desliguem este blogue. Seria de facto muito conveniente que o moderador das camadas jovens do serbenfiquista fosse o responsável pelo encerramento do único blogue onde se discute o futebol de formação leonino.

Diz o André Sabino que foi vitima de calunias selvagens mas eu apenas li um chorrilho de disparates sobre trifene 200, restaurante do barbas, que usa dois relógios. Alguém acredita que alguma entidade corporativa ou mesmo jurídica levaria isto a sério?

No site pelo qual é responsável por moderar os comentários dos adeptos o André Sabino deixa passar muita coisa, acusações que os treinadores do Sporting pressionam os árbitros e mais grave ainda que tentaram agredir a equipa técnica do Benfica. Isto implica corrupção desportiva e tentativa de agressão o que me parece muitíssimo mais grave.

 
At 17:26, Anonymous Anónimo said...

Eu só acho que seria util uma clarificação por parte de quem dirige o blog... O André Sabino mencionou que o André Figueiredo lhe contou acerca dos planos futuros para o blog...quais são?

Sinceramente acho uma pena perder-se um espaço como este, em que podiamos ir acompanhando o que se passa nas nossas camadas jovens...

 
At 19:54, Blogger André Sabino said...

Depois de pensar muito bem se responderia a mais mentiras, tomei a liberdade de o fazer pois apesar de cores diferentes e de alguns diferendos que tenho tido com alguns utilizadores deste blog não gosto de deixar as coisas por meias palavras e jamais permitirei que mentiras sejam utilizadas com o meu nome.

É totalmente falso que em algum momento, na conversa que tive com o André Figueiredo, lhe tenha transmitido a ideia de "querer" fechar o blogue. Ele próprio teve a sua forma de ver a situação e decidiu por ele, mas sempre fui contra o que ele ia fazer e disse-lhe que sempre respeitei o seu trabalho - embora nem sempre concordasse com algumas coisas - e que jamais queria que esta estupidez de uma pessoa com enormes responsabilidades junto da blogosfera do LusoFootball afectasse no trabalho dele ou no trabalho de outros que poderiam vir depois dele a "controlar" o Blog. O que se verificou aqui foi uma vergonha para o nome do Blog e o André enquanto responsável máximo não quis, pelo que percebi, apagar o comentário de outro administrador do blog.

Sendo assim, e depois das palavras "escroto", "homossexualidade", "pelos púbicos", "flecção de joelhos" e outras coisas serem ligadas à minha pessoa através de um Administrador deste blog, transmiti a ideia que quem escreveu o que está à vista de todos teria de responder pelo que disse, e em caso EXTREMO, de esta ser a política do blog LusoFootball daqui em diante, tomaria todas as diligências necessárias para limpar o meu nome. Pois, como disse, a minha vida não são jogos de jovens, não é o nome Benfica, e jamais permitirei que o meu nome seja - e continue a ser, pois aquela era a "Parte 1" - manchado de forma bárbara como foi.

Como sempre disse ao André Figueiredo, este é um projecto que admiro pois são coisas destas que fazem crescer o interesse do futebol de formação em Portugal. Não ameacei o André, nem colocaria o nome dele em qualquer medida mais extrema que teria de usar, se, e repito, se esta for a política do novo administrador deste blog.

Como sempre disse desde o primeiro minuto, esta situação resolvia-se com um "Delete". Assim entenderam não o fazer. A partir daí, tenho de defender os meus interesses pessoais, embora acredite que existam formas mais fáceis de as pessoas responsáveis por este blog manterem o seu nome, LusoFootball, no nível mais alto de credibilidade e que suscite o interesse dos amantes do futebol de formação pelo contributo que dá, não só ao nível informativo, mas pela própria qualidade de informação.

Sem outro assunto,

André Sabino.

 
At 21:25, Anonymous Anónimo said...

porque que o milton nao se pronuncia sobre a saida do andre?

 
At 22:24, Anonymous Anónimo said...

o K se passa K o blog?

 
At 22:55, Anonymous Anónimo said...

Vitor Golas, Rui figueiredo, Nuno Reis, Pedro Mendes, Bruno Silva, Andre Santos, Diogo Rosado, Adrien Silva, Wilson, Diogo Ribeiro, Januario Jesus!

 
At 10:16, Anonymous Anónimo said...

sinceraMENTE , O QUE ACHO O MAIS ENGRAÇADO , É QUE AS PESSOAS FICAM ADMIRADAS COM O FUTEBOL QUE TEMOS EM PORTUGAL. ADMIRADAS PORQUE ? SE NUM BLOGUE QUE EXISTE A PARTIDA PARA FALAR DAS CAMADAS JOVENS DUM CLUBE , APAREÇAM PESSOAS A INSULTAREM-SE UMAS AS OUTRAS , A AMEAÇAR DE REPRESÁLIAS , ETC...CRESCEM RAPAZITOS!!!

 
At 12:08, Anonymous Anónimo said...

Não sei o que se passa com este blog, nem com o André Figueiredo...
Mas a ver estes comentários todos estou a ficar muito desiludido.

Quem é afinal o novo administrador deste blog? Então o André deixou de o ser e não avisou aqui?
Acho lamentável que um blog com a qualidade deste, que tanto trabalho deu ao André a chegar a este nível, seja entregue a alguém que não consegue dignificar o bom nome do blog e da própria massa adepta do Sporting, que nunca se pautou pelo baixo nível aqui exibido para com o André Sabino.

É meu desejo, e julgo que de muito mais ávidos leitores (como eu) deste blog que o André Figueiredo volte a tomar as rédeas deste blog e o mantenha ao nível que sempre teve... muito alto!

Força André Figueiredo!

Cumprimentos,
SL

 
At 12:12, Blogger k0sta7 said...

André, vamos voltar a falar de futebol neste blog, por favor!

Gostaria de te colocar uma questão. Li aqui á algum tempo a tua opinião sobre qual seria o onze de mais futuro da Academia do Sporting e reparei que construiste o onze num 4-3-3 tradicional, com 2 médios de cobretura e 2 extremos. Gostaria agora de saber qual é na tua opinião o onze "da Academia", em 4-4-2 losango (tactica dos séniores), que na tua opinião tem mais hipoteses de chegar á equipa principal.

Obrigado e cumprimentos para todos.

ESTE BLOG É-ME INDISPENSÁVEL, POR ISSO ACHO QUE TEMOS TODOS UMA PEQUENA PARTE DE RESPONSABILIDADE EM RECUPERAR O SEU BOM AMBIENTE!

Viva o Sporting, Viva o futebol!

 
At 12:33, Anonymous Anónimo said...

R.I.P. Lusofootball...

 
At 12:50, Anonymous Anónimo said...

Alguem é capaz de esplicar o q aconteceu? O André Figueiredo foi-se embora? E aquele novo administrador tb?

 
At 12:55, Anonymous Anónimo said...

A ESSA SABINA Ñ BASTA CENSURAR NO BLOG DELE E NO SERBENFIQUISTA AINDA QUER VIR CENSURAR AQUI. AQUI MANDA O ANDRE Ñ MANDAM OS LAMPIOES.

ANDRÉ AINDA TAS NO BLOG?

 
At 13:01, Anonymous sporting said...

Mas o blog acabou?

É uma pena isto estar assim.Sempre gostei de ler este blog e os textos do André e de outras pessoas que aqui escreviam. Nao percebi bem o que aconteceu mas se o blog acabou é uma pena e é uma enorme perda para a formaçao em portugal.

 
At 14:32, Anonymous joão paulo ferreira said...

Esse Dandy e esse Sabino devem estar muito contentes! Consequiram o que queriam e acabaram com este blog que todos gostavam de ler! PARABÉNS!!!!!!! TENHAM VERGONHA NA CARA!!!!!

 
At 16:15, Blogger MFM said...

Andre Figueiredo,

Espero que regresses, pois este blog é uma excelente fonte de informação e dialogo acerca das camadas jovens do Sporting.

Eu habituei-me a vir regularmente aqui, e espero que a noticia do fim do blog não seja verdade. Porque é sem duvida uma pena se tal suceder.

Até porque quero estar daqui a alguns meses aqui ler e comemorar o proximo titulo nacional da nossa formação.

SL

 
At 16:15, Anonymous Schmeichel72 said...

Na minha opinião, se o André de alguma forma abandonou a sua colaboração (ou supervisão) é o fim do blog. Eu já o escrevi aqui, mas o que fez este blog tão importante foi a forma como o futebol jovem era discutido e analisado, não meramente o grande volume de informação que eles conseguiam reunir e o grande acompanhamento que faziam da actividade.

Não querendo entrar em questões que entendo serem do foro pessoal do André, obviamente que ele tem todo o direito de abandonar mas como fundador, e sendo este prestigiado blog uma criação e uma obra dele, acho que ele devia zelar por algo que está intimamente ligado à sua pessoa. E pode fazer isto assegurando que o blog continuará com o mesmo rumo. Se é para sair e se não se revê nas pessoas que ficarão a dirigir o blog, acho preferível que essas pessoas criem o seu próprio blog.

Não li os comentários que o André Sabino refere, mas o que li no comentário dele como sendo as alegações e alusões que foram feitas à sua pessoa, isso nada tem a ver com o que se entende ser a postura de quem aqui escreve (e também genericamente de quem lê). Não será concerteza para essas trocas de acusações que a maioria dos leitores cá vem.

Desculpem-me ainda aproveitar a ocasião para reflectir um pouco sobre o que se tem passado nas 2 últimas semanas neste blog. É que parece que muita gente olha para a formação como uma forma de esquecer o mau desempenho dos nossos séniores, daí algumas quezílias que por aqui surgiram. O objectivo da formação não é ganhar campeonatos, é preparar jogadores para alimentar o plantel sénior. Se pudermos formar jogadores a vencer tanto melhor, mas o sucesso do trabalho de formação medir-se-á essencialmente pelo número de jogadores que se prepara para se imporem no futebol sénior ao mais alto nível, não necessariamente pelo número de títulos conquistados anualmente. Acresce ainda que no trabalho de formação inclui-se a integração/transição para o futebol sénior - a eterna questão de onde acaba a formação - a meu ver um ponto onde tanto o Benfica como o Porto têm falhado nos últimos anos (e um dos mais difíceis de mudar, por impactar com a cultura do próprio clube).

Confesso que aguardava o jogo Sporting - Benfica de Juvenis com alguma expectativa (não pelo jogo, porque apesar de estar na academia nessa manhã optei por ver o jogo dos Juvenis B). Não pelo jogo em si, mas principalmente pelas conclusões (vindas do lado que ganhasse, fosse ele um ou o outro) que logo se ensaiam a partir de um jogo que mais não é do que isso: um jogo. Que pode apresentar um determinado resultado por variadíssimos factures. Afinal se a formação se avalia por todo um trajecto, o ponto de situação de um trabalho não se faz concerteza a partir de um só jogo, mas pelo menos de uma sequência de vários jogos. Podem-se tirar conclusões importantes, obviamente, mas não fazer as avaliações definitivas que se pretenderam fazer aqui. Também a contagem de estrangeiros me parecem despropositadas. Embora concorde que possa ser um dado importante e alguns dos argumentos apresentados sejam extremamente válidos, as conclusões só se poderão tirar com certezas e frieza daqui a cerca de 5 anos. Até lá, não passará da percepção de cada um.

Deixo ainda um recado aos Juvenis A do Sporting. Vi um jogo da equipa esta época, mas foi o suficiente para detectar sinais preocupantes de um vedetismo excessivo. Achei que há muitos jogadores que estão pouco preocupados em aprender e mais preocupados passear a camisola e em exibir virtuosismos que não os levarão a lado nenhum. É responsabilidade dos treinadores, enquanto formadores, de corrigirem essas questões, algo que me parece que efectivamente está a ser feito mas leva o seu tempo.

 
At 18:59, Blogger milton_filipe76 said...

"Portugal supera Dinamarca


A Selecção Nacional Sub-18 levou de vencida, por 2-0, a sua congénere dinamarquesa, em jogo de preparação disputado na Malveira.

Numa partida em que Portugal foi superior em todos os aspectos do jogo, foi com naturalidade que chegou à vitória, graças aos golos de Diogo Amado e David Simão, um em cada parte.

Segundo o Treinador Nacional Ilídio Vale, em declarações ao Portal do Futebol, após o final da partida, "Portugal foi um justo vencedor."

Em à partida, salientou que esta serviu para "cumprir os objectivos estipulados, que passam, primeiro que tudo, por construir uma selecção forte e dotada de argumentos para puder começar a próxima época da melhor forma, uma vez que disputa um torneio de qualificação. Isso torna-se mais decisivo, uma vez que na presente temporada não participa em provas oficiais."

Também faz parte do seu plano de trabalho, "observar e analisar jogadores; as suas qualidades individuais e aquelas expressas colectivamente. Esses objectivos intermédios também são de grande importância, e hoje já foi possível verificar isso", referiu.

Para o próximo jogo, às 11h00 de quinta-feira, em Sintra, é provável que o técnico proceda a algumas alterações na equipa, justificando essa opção pelo facto de, "desse modo, dar oportunidade a todos os jogadores de mostrarem as suas capacidades."

Para essa partida, Ilídio Vale não vai puder contar com Ivan Pinto e André Soares, que se lesionaram no treino de segunda-feira e já não foram opção para este primeiro jogo, sendo dispensados dos restantes trabalhos. Para os seus lugares foi chamado Daniel Coelho (SC Braga), que, no entanto, ainda não alinhou no jogo de hoje.

Ficha de Jogo
Jogo de Preparação
Estádio: Campo das Seixas, em Malveira
Árbitro: João Capela (Portugal)
Árbitros-assistentes: Gabínio Evaristo e Paulo Castro (Portugal)
4º Árbitro: Marco Pina (Portugal)

PORTUGAL 2– DINAMARCA (1-0, ao intervalo)

Portugal
Ruca; Vítor Pacheco (Abel Pereira, 66'), Pedro Mendes, Dinis (Cristiano, 82'), João Pereira, Diogo Amado (Cap.) (Ricardo Martins, 78'), Diogo Viana (Jorge Chula, 66'), David Simão (Leandro Pimenta, 78'), Alfredo Ribeiro, Ricardo Ferreira e Ruben Ferreira (Tiago Almeida, 66').
Suplentes não utilizados: Aragão e Daniel Coelho.
Treinador Nacional: Ilídio Vale
Golos: Diogo Amado (12') e David Simão (71').
Disciplina: Cartão amarelo a Vítor Pacheco (62’).

Dinamarca
Martin Hansen; Osama Akharraz, Jacob Albrechten, Zakaria Hassan, Jonas Jacobsen (Cap.), Mikkel Jensen, Alexander Moller, Morten Nielsen, Jens Jeppesen, Sandro Spasojevic (Christian Gytkjaer, 68') e Saban Ozdogan (Nicolai Petersen, 59').
Suplentes não utilizados: Nicklas Hojlund; Anders Christiansen, Thomas Nielsen, Morten Lund e Jesper Pedersen.
Treinador: Per Andersen
Golos: Nada a assinalar.
Disciplina: Nada a assinalar."

 
At 19:19, Blogger milton_filipe76 said...

"Para essa partida, Ilídio Vale não vai puder contar com Ivan Pinto e André Soares, que se lesionaram no treino de segunda-feira e já não foram opção para este primeiro jogo, sendo dispensados dos restantes trabalhos. Para os seus lugares foi chamado Daniel Coelho (SC Braga), que, no entanto, ainda não alinhou no jogo de hoje."


O jogador em questão chama-se Ivo Pinto e não Ivan Pinto.

 
At 19:37, Anonymous Anónimo said...

onde anda o dandy? o gajo que originou isto tudo e que de repente passou a administrador deste blog (entretanto retirado?

 
At 20:00, Anonymous Anónimo said...

Este sabino cada dia que passa cai ainda mais no ridículo com tanta pieguice e de andar sempre armado em virgem ofendida.

Você agora vai aparecer aqui todos os dias para se lamentar que caluniaram o seu escroto e pelos púbicos? Ainda não percebeu que ninguém quer saber dos seus problemas?Arranje um psiquiatra.

Então você foi insultado por um individuo e em troca diz que vai fazer queixinhas à google? Então e os leitores do blog, não acha isso egoísta?

Então se um user disser que você é um egoísta parvinho, não me diga que vai à EDP pedir para lhe cortarem a corrente eléctrica lá em casa? E se outro disser que você é um cretino faccioso não me diga que aproveita e faz também uma chamadinha para a EPAL? Você estava bem era na PIDE.

 
At 20:23, Anonymous Anónimo said...

isto tá completamente desnorteado... todos a escrevermos sobre isto e nenhum responsavel explica nada. O Milton em vez de colocar informação sobre a selecção podia clarificar as coisas. Se não, acho que o melhor será fechar a loja.

 
At 23:54, Anonymous Luís Miguel Marques said...

André, pelo que estou a ler, posso concluir deixaste o blog. Mas não me passa pela cabeça que o motivo seja aquele que está descrito nestes comentários, seria leviano demais para uma pessoa que trabalhou tanto para conquistar e merecer o seu espaço na nossa consideração (e coração tb). Vais deixar que todo o trabalho árduo que levou este blog a ser A referência do futebol de formação se desm,orone por um motivo tão mesquinho?! Vá lá André, tu tás acima disto.

ALém disso, este blog não pode acabar!! Sou completamente viciado! Como faço sem isto?!

1A

 
At 14:33, Anonymous Tobias said...

Após o fecho do Blog "Leõezinhos em Acção", se este blog seguir o mesmo caminho será uma grande tristeza para o mundo sportinguista!
André, não desistas por favor!

 
At 18:52, Blogger milton_filipe76 said...

"Exibição sólida

Terça-Feira , 22 Janeiro 2008

A Selecção Nacional Sub-19 venceu esta segunda-feira o primeiro de dois encontros com a sua congénere da Turquia, que se enquadram na preparação para a derradeira fase de qualificação para o Europeu da categoria (a Ronda de Elite).

No Complexo Desportivo da Tocha, o Treinador Nacional, Agostinho Oliveira, viu os seus pupilos adiantarem-se no marcador aos 35 minutos com um golo da autoria de Rabiola.

Na etapa de complementar da partida André Carvalhas, aos 56 minutos, e Romeu Ribeiro, perto do final da partida (aos 87'), ampliaram a vantagem para 3-0.

A “equipa das quinas” foi inquestionavelmente a melhor equipa dentro das quatro linhas e mereceu a vantagem.

“Prestação sólida e personalizada”

No final da partida, o Técnico Nacional mostrou satisfação com a forma como os seus jogadores se exibiram. “Fizemos um bom jogo. A equipa teve uma prestação sólida e personalizada, correspondendo às nossas exigências.”

Agostinho Oliveira realçou a força do seu adversário – “uma equipa forte em todas as zonas do terreno” – o que valoriza ainda mais a vitória lusa. “Conseguimos ter um maior domínio no jogo perante um adversário que também soube criar-nos dificuldades, pois tem qualidade. No computo geral, podemos dizer que tivemos o jogo praticamente sempre controlado. Soubemos colocar qualidade nas nossas saídas para o ataque e aproveitámos as oportunidades”, explicou.

Agostinho Oliveira acrescentou ainda que “esta equipa tem vencido os jogos internacionais que tem realizado e pode estar a apontar para um nível superior. Os jogadores estão a ser formados com vitórias o que se revela bastante positivo para a evolução das suas carreiras.”

Reencontro marcado para amanhã

Terça-feira, pelas 15h00, as selecções de Portugal e Turquia voltam a defrontar-se, desta vez em Cantanhede, no Estádio Municipal. Agostinho Oliveira promete um onze completamente distinto daquele que venceu hoje a Turquia.

“Vamos gerir o esforço efectuado pelos atletas e é nesse sentido que vamos operar alterações na equipa”, explicou o técnico.

FICHA DE JOGO
Jogo de Preparação SUB-19

Estádio: Complexo Desportivo da Tocha
Árbitro: Cosme Machado (Portugal)
Árbitros-assistentes: Fernando Pereira e António Vilaça (Portugal)
4º Árbitro: Francisco Peixoto (Portugal)

PORTUGAL 3 – 0 TURQUIA (1-0, ao intervalo)

PORTUGAL: Anthony Lopes; André Santos (Tiago Lopes, 77’), André Pinto, Miguel Vitor e Ruben Lima; Tengarrinha (Rui Raínho, 77’), Stélvio Cruz e Romeu Ribeiro – CAP; Marco Matias (Pizzi, 85’), Rabiola (Wilson Eduardo, 72’) e André Carvalhas.

Suplentes não utilizados: Ricardo Neves, Carlos Pita, Diogo Rosado, Miguel Rosa, André André, Helmut Calvete e Fábio Faria.
Treinador Nacional: Agostinho Oliveira
Golos: Rabiola (35’), André Carvalhas (56’) e Romeu Ribeiro (87’).
Disciplina: Nada a assinalar.

TURQUIA: F.Mert Gunok; Ethem Yilmaz, Bulent Kalecikli (Tayfun Karadag, 77’), Ugur A. Kuru – CAP, Gençer Cansev, Seçkin Getbay (Serkan Çelik, 59’), Koray Kurt (Tayfur Emre Yilmaz, 72’), Jem Paul Karacan, Sercan Yildirim, Erhan Senturk e Ferhat Kiraz.

Suplentes não utilizados: Zekiay Vaz, Soner Ornek, Taner Taktak, Fatih Sozgen.
Treinador: Ahmet Ceyhan
Golos: Nada a assinalar.
Disciplina: Cartão amarelo a Sercan Yildirim (64’)."

 
At 18:54, Blogger milton_filipe76 said...

"Nova vitória sobre turcos

Quarta-Feira , 23 Janeiro 2008

A Selecção Nacional Sub-19 voltou a bater a sua congénere turca, desta vez por 2-1, no Estádio Municipal de Cantanhede. Depois de ontem terem batido os turcos no Complexo Desportivo da Tocha, por 3-0, os pupilos de Agostinho Oliveira voltaram a impor o seu futebol e aos 16 minutos já venciam por duas bolas de diferença – com golos da autoria de Pizzi (aos 6 minutos) de Helmut Calvete (16).

Portugal voltou a dominar
Os Sub-19 lusos souberam aproveitar o facto de os turcos tentarem, desde do início, procurar rectificar o resultado do encontro anterior, marcando dois tentos em lances de contra-ataque. Na segunda parte, Portugal voltou a dominar e criou vários lances para ampliar a vantagem, mas seriam os turcos a marcar perto do final da partida o tento de honra.

“A nossa equipa voltou a ser superior e soube dominar o encontro. Marcámos em dois lances de contra-ataque nos minutos iniciais e soubemos anular a resposta da equipa contrária. Na segunda metade a equipa jogou um futebol bonito, de primeiro passe... Criámos boas oportunidades para marcar e matar o jogo – os nossos jogadores trocaram bem a bola ao primeiro toque, apanhando os turcos em contra-pé –, mas falhámos só na altura de meter a bola no fundo da baliza quando os jogadores apareceram soltos na cara do guarda-redes contrário”, explicou Agostinho Oliveira ao ‘Portal do Futebol’, acrescentando que “sofremos um golo nos últimos minutos. Esse golo foi merecido por parte dos turcos que muito trabalharam para o alcançar. Esse tento surgiu num momento em que os jogadores já evidenciavam algum cansaço, mas é completamente justo, pois os turcos acabaram por ser sujeitos a um esforço maior nestes dois encontros.”

“Boas dores de cabeça”
O facto de o onze inicial de Portugal ter sido completamente distinto daquele que actuou na segunda-feira – alinhou uma equipa completamente nova – não prejudicou a exibição e Agostinho Oliveira destacou isso mesmo. “Deu para verificar que, apesar das alterações, a equipa apresentou qualidade, perante um adversário forte que voltou a estar a um bom nível. Não tivemos facilidades. O mérito é todo dos nossos jogadores que estiveram todos muito bem – tanto os que alinharam ontem, como os que jogaram hoje formando uma equipa nova. Há qualidade e boas dores de cabeça para o futuro. Nos sete jogos internacionais disputados [2 na República da Irlanda, 3 no Torneio de Elite (com Andorra, Bielorrússia e República da Irlanda) e agora neste duplo encontro com turcos] esta equipa venceu sempre e dá-nos garantias para o futuro. Todos os jogadores que alinharam apresentam qualidades”, sintetizou.

Duelo Ibérico em Março
Os Sub-19 lusos voltam a jogar em Março, no dia 5, diante de Espanha, na cidade de Ceuta.

FICHA DE JOGO
Jogo de Preparação SUB-19
Estádio Municipal de Cantanhede

Árbitro: Rui Costa (Portugal)
Árbitros-assistentes: João Silva e Rui Licínio (Portugal)
4º Árbitro: Pedro Estela(Portugal)

PORTUGAL 2 – 1 TURQUIA (2-0, ao intervalo)

PORTUGAL: Ricardo Neves; Tiago Lopes, Fábio Faria, Carlos Pita e Rui Raínho; André André, Diogo Rosado e Miguel Rosa; Wilson Eduardo – CAP, Helmut Calvete (Rabiola, 78’) e Pizzi (Marco Matias, 78’).
Suplentes não utilizados: Anthony Lopes, André Pinto, Miguel Vítor, Ruben Lima, Stélvio Cruz, André Carvalhas, Romeu Ribeiro, André Santos e Tengarrinha
Treinador Nacional: Agostinho Oliveira
Golos: Pizzi (6’) e Helmut Calvete (16’)
Disciplina: Nada a assinalar.

TURQUIA: Zekiay Vaz; Tayfun Karadag (Bulent Kalecikli, 45’), Ugur A. Kuru – CAP (Soner Ornek, 76’), Gençer Cansev, Taner Taktak, Seçkin Getbay (Koray Kurt, 35’), Jem Paul Karacan, Serkan Çelik, Fatih Sozgen (Sercan Yildirim, 35’), Erhan Senturk (Ethem Yilmaz, 45’) e Ferhat Kiraz (Tayfur Emre Yilmaz, 76’).
Suplente não utilizado: F.Mert Gunok
Treinador: Ahmet Ceyhan
Golos: Tayfur Emre Yilmaz (85’).
Disciplina: Nada a assinalar."

http://www.fpf.pt/portal/page/portal/PORTAL_FUTEBOL/SELECCOES/NOTICIA?notid=4102956

 
At 18:55, Blogger milton_filipe76 said...

"Torneio do Algarve

Quarta-Feira , 23 Janeiro 2008

A Selecção Nacional Sub-17 vai disputar mais uma edição da prova, juntamente com Dinamarca, Inglaterra e França, de 2 a 5 de Fevereiro.

Naquela que será a 31ª edição deste torneio, a jovem selecção, orientada por Carlos Dinis vai tentar rectificar a prestação do ano anterior, em que Portugal se classificou em último lugar, numa prova conquistada pela Alemanha.

Para esse efeito, Carlos Dinis divulgou uma lista de 18 convocados, que se concentram numa unidade hoteleira do Algarve, a partir de 28 de Janeiro:

Académica: João Guerra;
Naval 1º Maio: César Jesus;
Boavista FC: Esmael;
FC Penafiel: João Carlos;
FC Porto: Ricardo Cardoso, Ricardo Dias e Rui Caetano;
Leixões SC: Pedro Pires;
SC Braga: Tiago Gomes;
SL Benfica: Nelson Oliveira e Roderick Miranda;
Sporting CP: Alex Zahavi, Cédric Soares, Januário, Luís Almeida, Nuno Reis e William Carvalho;
Vitória SC: Cláudio Ramos.

Programa Geral
28.01.2008 (segunda-feira)
14h00: Concentração dos Jogadores (Gare do Oriente)
18h00: Chegada ao Auramar Beach Resort

29.01.2008 (terça-feira)
10h00: Treino
16h00: Treino

30.01.2008 (quarta-feira)
16h00: Treino

31.01.2008 (quinta-feira)
10h00: Treino
16h00: Treino

01.02.2008 (sexta-feira)
11h30: Treino

02.02.2008 (sábado)
11h30: Jogo PORTUGAL – FRANÇA (Estádio Algarve)

03.02.2008 (domingo)
15h00: Jogo PORTUGAL – DINAMARCA (Estádio Municipal – Lagos)

04.02.2008 (segunda-feira)
11h30: Treino

05.02.2008 (terça-feira)
11h00: Jogo PORTUGAL – INGLATERRA (Estádio Dr. Francisco Vieira – Silves
15h00: Regresso dos jogadores aos clubes

Calendário de Jogos
02-02-2008 (sábado)
15h00: Dinamarca - Inglaterra (Estádio Algarve)
11h30: Portugal - França (Estádio Algarve)

03-02-2008 (domingo)
15h00: Inglaterra - França (Estádio Municipal de Portimão)
15h00: Portugal - Dinamarca (Estádio Municipal de Lagos)

05-02-2008 (terça-feira)
09h30: França - Dinamarca (Estádio Capitão Josino Costa - Lagoa)
11h00: Portugal - Inglaterra (Estádio Dr. Francisco Vieira - Silves)"

http://www.fpf.pt/portal/page/portal/PORTAL_FUTEBOL/SELECCOES/NOTICIA?notid=4104974

 
At 18:57, Blogger milton_filipe76 said...

Selecção Distrital Sub-14:

Sporting: Alexandre Guedes, Diogo Leite, Filipe Chaby, Iuri Medeiros, João Silva, Nuno Malheiro, Rui Bento e Tobias Figueiredo.

 

Enviar um comentário

<< Home