Luso Football

Blog dedicado às Camadas Jovens/Futebol de Formação do Sporting Clube de Portugal.

segunda-feira, dezembro 04, 2006

Juniores e Juvenis



Campeonato de Juniores após 13 Jornadas (1170 minutos):

Marco Lança, 1170 minutos.
João Martins, 1170 minutos.
Daniel Carriço, 1154 minutos.
Ricardo Nogueira, 1081 minutos.
João Gonçalves, 1007 minutos.
Vasco Campos, 1005 minutos.
Alison Almeida, 926 minutos.
Rui Patricio, 900 minutos.
Tiago Pinto, 885 minutos.
André Pires, 804 minutos.
Fábio Paim, 722 minutos.
Adrien Silva, 476 minutos.
Rui Figueiredo, 360 minutos.
Yannick Pupo, 368 minutos.
Bruno Matias, 202 minutos.
André Martins, 270 minutos.
André Cacito, 156 minutos.
Vivaldo Arrais, 147 minutos.
André Santos, 49 minutos.
Sebastião Nogueira, 35 minutos.
Marco Matias, 27 minutos.
Tiago Pedrosa, 16 minutos.
Jorge Abreu, 0 minutos.
Tiago Jorge, 0 minutos.

Goleadores:

Ricardo Nogueira, 11 golos.
Daniel Carriço, 5 golos.
Marco Matias, 3 golos.
Fábio Paim, 3 golos.
Bruno Matias, 2 golos.
André Pires, 2 golos.
Alison Almeida, 2 golos.
André Cacito, 1 golo.
Adrien Silva, 1 golo.
Tiago Pinto, 1 golo.
João Gonçalves, 1 golo.
João Martins,1 golo.
Yannick Pupo, 1 golo.
Sebastião Nogueira, 1 golo.
Auto-golos dos adversários: 1 golo.

Guardiões:

Rui Patricio, 4 golos sofridos em 900 minutos.
André Martins, 3 golos sofridos em 270 minutos.

Indisciplina:

João Martins, 4 Cartões amarelos.
Marco Lança, 2 Cartões amarelos.
Ricardo Nogueira, 2 Cartões amarelos.
Daniel Carriço, 2 Cartões amarelos.
Yannick Pupo, 2 Cartões amarelos.
João Gonçalves, 1 Cartão amarelo.
Vasco Campos, 1 Cartão amarelo.

Campeonato de Juvenis após 11 jornadas (880 minutos):

Pedro Mendes, 861 minutos.
Bruno Simões, 858 minutos.
Wilson Eduardo, 851 minutos.
Diogo Rosado, 820 minutos.
Michael Santos, 768 minutos.
Diogo Amado, 753 minutos.
Luís Resende, 585 minutos.
André Martins, 524 minutos.
Pedro Miranda, 480 minutos.
Luís Andrade, 479 minutos.
André Gonçalo, 456 minutos.
André Sousa, 430 minutos.
Nuno Silva, 400 minutos.
Vasco Oliveira, 384 minutos.
Januário Jesus, 344 minutos.
Cedric Soares, 252 minutos.
Diogo Viana 158 minutos.
Filipe Paiva, 80 minutos.
Rui Magalhães, 70 minutos.
Joshua Silva, 58 minutos.
Mário Rui (Marinho) 30 minutos
Diogo Ribeiro, 20 minutos.
Frederico Oliveira 19 minutos
André Monteiro, 0 minutos.
Hugo Fernandes, 0 minutos.
Luis Carlos, 0 minutos.

Goleadores:

Wilson Eduardo, 8 golos
André Gonçalo, 5 golos
Luís Andrade, 5 golos
Diogo Amado, 4 golos
Diogo Rosado, 4 golos
André Martins, 3 golos
Diogo Viana, 2 golos
Joshua Silva, 1 golo
Rui Magalhães, 1 golo
Januário Jesus, 1 golo
André Sousa, 1 golo
Luís Resende, 1 golo

Guardiões:

Pedro Miranda, 1 golo sofridos em 480 minutos.
Nuno Silva, 5 golos sofridos em 400 minutos.

Indisciplina:

Diogo Amado, 2 Cartões Amarelos.
Rui Magalhães, 1 Cartão Amarelo
André Gonçalo, 1 Cartão Amarelo
Diogo Rosado, 1 Cartão Amarelo

No último fim de semana ocorreu a estreia do extremo Sebastião Nogueira (Junior de 2º ano) nas convocatórias do XVIII Leonino, enquanto nos Juvenis Luís Dias deu ao lateral esquerdo Juvenil de 1º ano Marinho (AKA "Mário Rui") os seus primeiros minutos no campeonato.

Apesar de ter como pé dominante o pé direito mesmo assim Sebastião Nogueira entrou para extremo esquerdo substituindo Fábio Paim (que na 2ª parte jogava mais pela esquerda), mas eventualmente mudou de flanco (com Alison Almeida e depois Bruno Matias) e foi pela direita que entrou dentro da área adversária onde foi derrubado e recebeu um penalty.

Marinho já esta época tinha jogado pelos Juvenis B, mas nesta ocasião substituiu André Martins no XI durante a 2ª parte, e jogou muito bem revelando uma excelente capacidade de acelaração jogando a um ritmo estonteante, mas também boa qualidade técnica. Marinho é lateral canhoto, e na fase final de Juvenis em 2005/06 ele, Tiago Bastos, Filipe Paiva e Nuno Reis constituiam o quarteto defensivo dos Iniciados campeões Nacionais mas nesta ocasião Marinho entrou para o lado esquerdo do meio campo e não para o lugar Michael Santos.

Curiosamente na fase regular do campeonato de Juniores nas 2 últimas épocas sempre que o Sporting visitava o Estoril perdia por 0-1, mas na 12ª (penúltima) jornada os Juniores foram ao Estoril, e entraram em campo jogando num 4-1-3-2 pouco ortodoxo, e num relvado sintético. Coincidência ou não mas neste último FDS foi a vez dos Juvenis irem jogar à Pontinha (4º classificado na altura), jogaram também num sintético, e decidiram também mudar do sistema habitual (4-1-2-3) para o 4-1-3-2 embora este fosse um 4-1-3-2 puro com André Gonçalo e Wilson Eduardo como pontas de lança bem definidos embora WE11 tenha jogado mais solto.

O médio Diogo Amado, e o lateral esquerdo Michael Santos continuam a jogar com uma regularidade exibicional assinalável, e não me espantaria se ambos na próxima época conseguirem jogar muitos jogos a titulares nos juniores mesmo sendo Juniores de 1º ano, são 2 jogadores que ambos parecem capazes de dar esse "salto" sem grandes problemas.

O central Bruno Simões também é um jogador que se continuar a evoluir a ritmo constante também promete, mas ele é o tipo de defesa central que precisa de ser bem complementado pelo colega de sector (Pedro Mendes), e até agora não tem razões de queixa. Pedro Mendes é um Marco Lança mais novo ou se preferirem um Miguel Serôdio mais velho, ele é a serenidade que complementa o entusiasmo, e a mobilidade do Bruno.

O Diogo Rosado não é um grande jogador, mas é um projecto de um miudo que pode vir a ser um grande jogador, mas por agora é um projecto. Tem lá os alicerces todos necessários, tem uma estampa fisica impressionante, tem um pé esquerdo de grande qualidade, e parece apenas estar à espera de alguma estabilidade fisica pois é um jogador muito alto (1,85 ou mais) e relativamente magro ao estilo de Cristiano Ronaldo com 16 anos, tem um centro de gravidade alto o que parece estar a roubar-lhe algum equilibrio e cordenação até ele sair da puberdade. O Diogo não é nenhum craque, mas o potencial está lá, se for ambicioso e trabalhador então daqui por 2-3 anos é capaz de ser mais um caso sério mas agora é preciso sacrificio e muita dedicação à sua arte.

Defensivamente ambas as equipas têm estado bem nas jornadas mais recentes mas esta capacidade foi atingida por processos diferentes.
Os Juniores já sofreram 7 golos esta época mas nas últimas 7 jornadas apenas consentiram 1 único golo. Os Juvenis Já sofreram 5 golos mas já levam 245 minutos de inviolabilidade.

Os 2 Misters atingiram esta capacidade defensiva com estabilidade e rotatividade mas em sectores diferentes, Luis Martins estabilizou o sector defensivo enquanto Luis Dias o meio campo.

Nos Juniores Rui Figueiredo não tem tido muitas chances de jogar ultimamente, e Tiago Pedrosa também não porque a solidez de Vasco Campos, Tiago Pinto, Marco Lança e Daniel Carriço fechou a defesa a cadeado o que deu segurança ao resto do XI e confiança ao Professor Luis Martins para rodar o seu meio campo de jogo para jogo com Pires, Pupo, Adrien, Gonçalves, André Santos todas a entrar em campo e inclusive Luis Martins pode se dar ao luxo de trocar de Guarda-Redes.

Luis Dias por outro lado preferiu rodar ligeiramente a defesa mas dar estabilidade ao seu meio campo onde Diogo Rosado, Diogo Amado e André Sousa têm dado segurança e permitiram que Bruno Simões jogasse a lateral, Luis Resende e Filipe Paiva jogaram a central tal como o habitual titular Pedro Mendes, Vasco Oliveira, Frederico Oliveira e Luis Resende todos passaram por lateral direito, etc. A defesa rodou mas defensivamente a capacidade defensiva foi aumentando sobretudo porque o meio campo foi essencial para a equipa encontrar a sua capacidade de defender em bloco à medida que o trio/quarteto de médios bascula para a frente ou para trás para criar situações de superioridade numérica quer no processor ofensivo ou defensivo.



André Figueiredo

4 Comments:

At 09:22, Blogger André179 said...

Em "O Jogo" 5 de Dezembro:

"Os juniores do Sporting deixaram de ter ontem Luís Martins como seu treinador. Ficou assim confirmado o ingresso no Portimonense – onde sucederá a Diamantino Miranda –, tendo o técnico acertado os termos da sua desvinculação em reunião com a administração da SAD. Os leões facilitaram a saída do técnico depois de este assumir o compromisso de não vir a integrar, a curto ou médio prazo, a formação do rival… FC Porto."

Eu não quis dizer nada na última semana mas a verdade é que não é a primeira vez que ouço este rumor que o Luis Martins estaria a caminho do Futebol clube do Porto para trabalhar no projecto desenvolvido pelo Professor Luis Castro na formação Portista, e que a saida para o Portimonense era apenas um pretexto para conseguir a desvinculação para depois passar para o clube Portista. Não mencionei este boato antes porque este género de rumores sem fundamento não servem para nada excepto criar paranoia, e gerar confusões e desconfianças. Tanto quanto sei é apenas um rumor embora como todos os rumores pode ser válido ou não.



André

 
At 09:48, Blogger André179 said...

http://img81.imageshack.us/img81/7316/ruijorge2vi7.jpg

http://img156.imageshack.us/img156/9382/ruijorgefa9.jpg

Se Rui Jorge efectivamente se vier a tornar o próximo treinador dos Juniores então apesar da sua relativa inexperiência como treinador ele terá todo o meu apoio pois gosto de ex-jogadores tornado treinadores desde que esses ex-jogadores fossem de caracteristicas defensivas como trincos, laterais ou centrais porque revelam maior cultura táctica e capacidade de leitura de jogo do que ex-avançados.

Não existe nada que me leve a crer neste momento que o Rui Jorge está mais próximo de se tornar treinador no Sporting do que os outros potenciais candidatos à sucessão do Professor Luis Martins, é apenas uma possibilidade, a mais mediática delas todas e naturalmente tem recebido maior atenção por parte dos media. Não me espantaria se a solução fosse encontrada dentro do próprio Sporting em vez de trazer um treinador de fora a meio da época. Em termos de personalidade creio que o Rui Jorge tem o perfil certo para a função.

A possibilidade Lazslo Boloni? Sempre achei Boloni tacticamente confuso e fraco (não que isto seja a vertente mais importante nesta fase da evolução dos jogadores), um pouco exaltado quando as coisas não lhe corriam de feição, talvez não saiba dosear bem a vertente disciplinar e seja um individuo algo frio e distante a lidar com os jogadores.
É certo que tem curriculo em Portugal mas não sei se terá a personalidade adequada para a desempenhar a função de treinador. Se vier será bem vindo pois penso que os jogadores nos aspectos técnicos evoluem bastante sobre a sua batuta pois é um técnico muito interventivo e corrije muito os jogadores.



André Figueiredo

 
At 11:48, Blogger Ricardo Martins Pereira said...

http://www.sporting.pt/Academia/Noticias/noticiasacademia_futjoselimajuniores_051206_30865.asp

 
At 12:14, Blogger Ricardo Martins Pereira said...

André, será que tens uma imagem com dados e fotos da equipa do Alverca campeã nacional de juniores em 2001/02 para postares aqui ou colocares aqui o link?

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home